Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos tardios do tratamento oncológico em crianças sobreviventes de câncer no sistema nervoso central

Processo: 19/16343-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Sonia Regina Pasian
Beneficiário:Ana Beatriz da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Câncer infantil   Tratamento do câncer   Sistema nervoso central   Avaliação psicológica   Assistência hospitalar   Cognição   Entrevistas (psicologia)   Inquéritos e questionários

Resumo

Com o avanço do diagnóstico e da terapêutica, a sobrevida dos pacientes acometidos por câncer tem aumentado. Porém, os tratamentos oncológicos provocam efeitos tardios a curto, médio ou longo prazo, podendo acometer diversas esferas do indivíduo. Com base em diversos estudos, além do câncer no Sistema Nervoso Central (SNC) ser um dos mais prevalentes em crianças, seu tratamento é dos mais agressivos, deixando sequelas nos sobreviventes, inclusive no âmbito cognitivo. Dessa forma, investigações científicas que busquem identificar sinais desses processos e que possam servir como indicadores para prevenir ou amenizar efeitos tardios do tratamento oncológico em pacientes pediátricos se fazem necessárias, como nesse projeto. O objetivo geral do estudo é examinar possíveis efeitos tardios do tratamento oncológico em sobreviventes do câncer infantil no SNC, avaliando características do funcionamento adaptativo, cognitivo e afetivo. Pretende-se avaliar dois grupos de crianças de sete a 12 anos de idade, de ambos os sexos: um grupo clínico (G1, n=20, sobreviventes de câncer SNC de um ambulatório de Serviço de Oncologia Pediátrica público universitário) e um grupo de comparação (G2, n=20, balanceado em termos etários, sexo e escolaridade a partir das características identificadas no grupo clínico). Também serão participantes do estudo os pais e responsáveis das crianças, tanto do grupo clínico como o de comparação, que responderão à entrevista acerca do desenvolvimento da criança e ao Questionário de Dificuldades e Capacidades (SDQ). As crianças serão individualmente avaliadas pelo Teste das Matrizes Progressivas Coloridas de Raven, Escala Wechsler Abreviada de Inteligência (WASI) e Teste das Pirâmides Coloridas de Pfister, aplicados e sistematizados conforme respectivos manuais técnicos. Serão realizadas análises descritivas e interpretativas acerca dos achados, além de comparação entre os dois grupos estudados, focalizando indicadores dos diferentes instrumentos avaliativos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)