Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da endotoxemia metabólica em pacientes diabéticos tipo 2 suplementados com suco de açaí

Processo: 19/21844-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Elisa Mieko Suemitsu Higa
Beneficiário:Lucas Ferres
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Diabetes mellitus tipo 2   Lipopolissacarídeos   Citocinas   Endotoxemia   Óxido nítrico   Açaí   Resposta imune

Resumo

O diabetes mellitus (DM) tem se tornado um problema de saúde pública mundial, com projeção de 629 milhões de diabéticos em 2045. O diabetes tipo 2 (DM2) é definido como uma doença crônica poligênica com grande influência de fatores externos, tais como inatividade física e hábitos alimentares. Ainda é caracterizado pela hiperglicemia, resultante da produção inadequada de insulina e menor resposta à ação desse hormônio. Em pacientes com DM2 já se sabe que há maior expressão de receptores toll-like 4 (TLR4); estes são reconhecidos por lipopolissacarídeos (LPS), iniciando uma resposta imune e dando origem a endotoxemia metabólica. Terapias alternativas com uso de antioxidantes tem sido utilizada a fim reduzir o estresse oxidativo e regular os níveis de citocinas. O consumo do suco de açaí (Euterpe oleracea) já se mostrou um potencial modulador da inflamação in vitro, porém ainda não foi analisado seu efeito sobre a endotoxemia em pacientes diabéticos. Objetivo: Avaliar a endotoxemia metabólica em pacientes diabético tipo 2 suplementados com suco de açaí. Metodologia: Os pacientes com DM2 serão recrutados nos ambulatórios da UNIFESP. Serão coletados dados nutricionais, tais como registro alimentar de 72 horas e amostras de sangue para análise de glicemia, LPS, citocinas (IL-6, IL-1 e TNF-±) e óxido nítrico (NO); será ainda coletada amostra isolada de urina para avaliação do NO e microalbuminúria pré e pós-intervenção com suco de açaí suplementado por 4 semanas consecutivas. Para significância estatística será considerado p<0,05. (AU)