Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimulação elétrica nervosa transcutânea em mulheres com dismenorreia primária: estudo clínico randomizado com avaliação econômica

Processo: 19/14672-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Patricia Driusso
Beneficiário:Jéssica Cordeiro Rodrigues
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde da mulher   Dismenorreia   Medição da dor   Estimulação elétrica nervosa transcutânea   Ensaio clínico controlado aleatório   Avaliação econômica

Resumo

A Dismenorreia Primária (DP) é uma desordem ginecológica comum caracterizada por cólica na região abdominal na ausência de doença pélvica. As evidências sobre a utilização da Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) como método não farmacológico para a melhora da intensidade da dor são insuficientes nessa condição clínica e não há registros sobre a avaliação do seu custo efetividade e custo utilidade. Objetivos: Avaliar o efeito da aplicação da TENS sobre a intensidade da dor em mulheres acometidas pela DP e estimar o custo-efetividade e custo-utilidade da TENS para mulheres com Dismenorreia. Métodos: Esse é um estudo clínico randomizado com avaliação econômica. As participantes serão mulheres com idade superior a 18 anos, nulíparas, com ciclo menstrual regular e diagnóstico de DP, possuindo relato de dor igual ou maior a quatro pontos na Escala Visual Analógica (EVA). O estudo será submetido à apreciação do Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de São Carlos e será registrado no Clinical Trial. Após o recebimento das informações sobre o projeto e a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), as participantes serão avaliadas por meio de dados sociodemográficos e clínicos e, também, pela aplicação dos instrumentos: Questionário Genérico de Avaliação de Qualidade de Vida (SF-36) e Questionário Genérico de Avaliação de Qualidade de Vida 6 Dimensões (SF-6D). As participantes serão aleatorizadas em três grupos: Grupo controle (TENS placebo), Grupo intervenção (TENS) e Grupo intervenção mínima (cartilha). As participantes alocadas no grupo controle (TENS placebo) e no grupo intervenção (TENS) serão submetidas ao tratamento com TENS placebo e TENS ativo, respectivamente. A aplicação da TENS será realizada dois dias antes até três dias depois do primeiro dia da menstruação, durante três ciclos menstruais consecutivos e as participantes serão acompanhadas por mais três ciclos consecutivos. Os dados serão analisados pelo programa SPSS 22.0. Serão adotados modelos lineares mistos, considerando a dor e o custo como variável dependente e o grupo e o momento da avaliação como variáveis independentes. O nível de significância será de 5%. (AU)