Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da IL-1 na imunopatogênese da Malária Placentária

Processo: 19/12078-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Cláudio Romero Farias Marinho
Beneficiário:Alexsander Rodrigues Carvalho Junior
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunoparasitologia   Imunopatogênese   Interleucina-1   Malária   Gravidez   Placenta   Modelos animais de doenças

Resumo

Malária é a principal doença parasitária humana, sendo responsável por mais de 200 milhões de casos e cerca de 400 mil mortes por ano. Todos os anos, pelo menos, 50 milhões de mulheres grávidas ficam expostas à Malária, o que representa um elevado risco de vida para a mãe e para o feto em desenvolvimento. A Malária associada à gravidez caracteriza-se pelo sequestro de parasitas na placenta e, consequente Anemia materna, crescimento intrauterino retardado e diminuição da viabilidade fetal. Contudo, os mecanismos que podem levar ao desencadeamento da resposta inflamatória placentária e aos quadros mais severos da doença nas gestantes permanecem ainda mal compreendidos. Evidências sugerem que a indução e a manutenção da resposta inflamatória na placenta estão vinculadas a interações de múltiplas células e fatores solúveis, particularmente através da ação de citocinas. Este projeto tem como objetivo estudar em modelos murinos de infecção os efeitos da IL-1 no desenvolvimento da Malária placentária. Diante disso, espera-se que os conhecimentos gerados não só contribuam para o entendimento da Malária gestacional, além de possibilitarem estudos direcionados ao desenvolvimento de novas metodologias para o tratamento da doença. (AU)