Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização do eletrodo e montagem de filmes automontados para aplicação em imunossensores

Processo: 19/20967-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Marli Leite de Moraes
Beneficiário:Thaís Domingos de Castro Silva Souza
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/04648-9 - Imunossensor para o diagnóstico da Doença de Alzheimer no estágio pré-clínico através da detecção de autoanticorpos, AP.R
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Eletrodos   Peptídeos   Filmes automontados   Lipossomos   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

A doença de Alzheimer (DA) é a uma doença neurodegenerativa, responsável pela maioria dos casos de comprometimento cognitivo progressivo em pacientes idosos. A proposta é a imobilização do peptídeo µ-amilóide 1-40, previamente incorporado em lipossomos de dipalmitoil fosfatidil glicerol (DPPG), através de filmes automontados camada por camada (Layer-by-Layer, LbL) em diferentes superfícies e/ou eletrodos. O projeto é centrado na otimização da resposta do imunossensor da doença de Alzheimer, já obtido no laboratório de pesquisa LBios/UNIFESP, com o eletrodo impresso de carbono. Mais especificamente, será estudada a imobilização do peptídeo em eletrodos impressos de ouro, platina e eletrodos interdigitados de ouro. A detecção do anticorpo anti-BA40 será realizada utilizando as técnicas eletroquímicas e impedância elétrica. Ao final do projeto é esperada otimizar a detecção do anticorpo anti-BA40, possibilitando a aplicação em amostras reais e consequentemente o diagnóstico da doença de Alzheimer. (AU)