Busca avançada
Ano de início
Entree

Temporalidade e Narrativa no Documentário Autobiográfico Estadunidense

Processo: 19/17689-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Henri Pierre Arraes de Alencar Gervaiseau
Beneficiário:Gabriel Kitofi Tonelo
Supervisor no Exterior: David Rodowick
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Chicago, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/12740-2 - Documentário e autobiografia sob o risco do tempo: filmar-se sendo, BP.PD
Assunto(s):Temporalidade   Narrativa   Autobiografias   Estados Unidos

Resumo

Esta proposta de estágio de pesquisa no Departamento de Cinema e Estudos de Mídia da Universidade de Chicago está relacionada à pesquisa de pós-doutorado realizada na Universidade de São Paulo intitulada "Documentário e autobiografia sob o risco do tempo: filmar-se sendo" (Processo 2018/12740-2). As possibilidades ao redor da construção de narrativas autobiográficas são uma das mais importantes tendências da produção documentária contemporânea, em todo o mundo. A manipulação do tempo em relação à experiência vivida pode ser entendida como importante força propulsora da motivação artística de cineastas-autobiógrafos(as) que investigaram maneiras de "filmar-se sendo" a partir do final dos anos 1960. A pesquisa pretende investigar como cineastas como Ed Pincus, Jonas Mekas, Tom Joslin, Marlon Riggs e Ross McElwee definiram - e redefiniram - padrões metodológicos e epistemológicos para uma noção mais ampla de documentário autobiográfico, transpondo suas experiências vividas em narrativas cinematográficas sob diferentes padrões de temporalidade, ao redor da noção de "passado", "presente" e "futuro". Enquanto a importância do documentário estadunidense para uma cultura documentária autobiográfica mundial tem sido comprovada, o trabalho analítico sobre essa produção é ainda incipiente no meio acadêmico brasileiro. Portanto, os principais objetivos do estágio de pesquisa na Universidade de Chicago são: a) aprofundar e ampliar noções teóricas sobre a noção de temporalidade no documentário autobiográfico, por meio do contato com o corpo docente especializado tanto quanto com a coleta e análise de fontes bibliográficas e cinematográficas desconhecidas que servirão ao propósito específico da pesquisa; b) desenvolver produção acadêmica (artigos, apresentações em conferências) sobre a noção de temporalidades narrativas no documentário autobiográfico estadunidense; c) divulgar a recente produção brasileira ao redor dos documentários autobiográficos, relativa tanto ao âmbito acadêmico quanto à filmografia brasileira contemporânea; d) ampliar conhecimento sobre a história do documentário estadunidense e a produção fílmica baseada em Chicago e na região do meio-oeste.