Busca avançada
Ano de início
Entree

Os debates sobre raça e classe pelos intelectuais comunistas: impressos e redes de sociabilidade no Brasil (1937-1957)

Processo: 19/09513-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Marisa Midore Deaecto
Beneficiário:Geferson Santana de Jesus
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História política   Grupos sociais   Intelectuais   Partido Comunista do Brasil   Relações étnicas e raciais   Sociabilidade   Século XX

Resumo

A presente proposta de pesquisa visa analisar a atuação dos intelectuais comunistas baianos Jorge Amado, Edison Carneiro e Aydano do Couto Ferraz em torno de uma agenda do Partido Comunista do Brasil (PCB) no que tange aos debates sobre as questões raciais e de classe, no Brasil, entre os anos de 1937 a 1957. Partiremos das publicações impressas (livros, revistas e jornais) para entender quais foram as ideias que fizeram circular no mercado editorial do país. Também faremos um mapeamento das redes de sociabilidade que os sujeitos da pesquisa foram membros entre as décadas de 1930 e 1950 como: União das Seitas Afro-Brasileiras, II Congresso Afro-Brasileiro (Salvador), Teatro Experimental do Negro (TEN) e demais espaços que circularam como redação dos periódicos, cafés, bares e agremiações literárias. Com o intuito de reforçar nosso corpo documental, faremos uso de diversas fontes, para além dos impressos, como cartas trocadas entre os sujeitos da pesquisa e intelectuais importantes do período como Arthur Ramos e Mario de Andrade. Empreendemos uma seleção criteriosa de biografias e autobiografias sobre a atuação político-intelectual dos militantes baianos. Buscamos, além disso, compreender de que modo os comunistas organizaram suas memórias sobre o partido e os diversos debates que perpassaram por sua agenda. (AU)