Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do tipo de acesso endodôntico na fragilidade de dentes anteriores

Processo: 19/21412-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Alexandre Luiz Souto Borges
Beneficiário:Marcelle Simões Coelho
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Endodontia   Incisivo   Desgaste dos dentes   Modelagem tridimensional   Método dos elementos finitos

Resumo

O objetivo deste trabalho será avaliar o efeito do tipo do acesso endodôntico na resistência de deflexão do dente incisivo central superior. Por isso será realizado o análise de elementos finitos (FEA), num modelo 3D de um incisivo central superior simulando um grupo controle (sem acesso endodôntico), um grupo de acesso conservador (CEC), um grupo de acesso tradicional (TEC), e um grupo de acesso invasivo (IEC), e será aplicada uma força de 250N de 45º 2 mm em baixo da borda incisal na face palatina do dente simulando a força mastigatória. Outro teste será realizado in vitro (Strain gauge) com os mesmos grupos em 40 dentes humanos (n=10). Para mensuração objetiva da quantidade de material desgastado em cada espécie, por meio dos tipos de acesso, serão realizadas aquisições volumétricas por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) de cada dente pertencente ao estudo em 02 tempos diferentes: no baseline (sem qualquer desgaste) e após o acesso realizado. (AU)