Busca avançada
Ano de início
Entree

Prestes Maia e a imprensa paulistana: levantamento de fontes jornalísticas para a compreensão da recepção da implantação do perímetro de irradiação em São Paulo (1937 - 1945)

Processo: 19/21151-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Fernando Atique
Beneficiário:Patricia Costa dos Santos
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):História urbana   Imprensa   Documentação jornalística   Análise de conteúdo   São Paulo

Resumo

Este projeto de Iniciação Científica é parte integrante da investigação maior que está em curso, com financiamento da FAPESP (processo 2018/15939-4), por equipe multidisciplinar liderada pelo Prof. Dr. Fernando Atique, docente e pesquisador do Departamento de História da Escola de Filosofia, Letras e Ciências da UNIFESP. A investigação que se desenvolve, batizada de "Pauliceia Esfacelada: uma investigação sobre a demolição de espaços na área central de São Paulo e suas representações midiáticas", procura compreender as operações urbanísticas, sociais e legais que foram efetuadas pela municipalidade paulistana visando a implantação do Perímetro de Irradiação do Plano de Avenidas para a Cidade de São Paulo, da lavra de Ulhôa Cintra e Francisco Prestes Maia. Implantado a partir dos últimos anos da gestão Fábio Prado na Prefeitura Municipal, (1934-1938) por meio da ação do próprio Prestes Maia, o Perímetro de Irradiação estendeu-se como obra decisiva para a sua gestão como prefeito "biônico" (1939-1945). Alcaide indicado pelo interventor Adhemar de Barros durante o Estado Novo de Getúlio Vargas, Prestes Maia gozou, aparentemente, de grande prestígio junto à imprensa paulistana. Com a Câmara de vereadores fechada por conta do regime varguista, poucas são as pistas para a compreensão das críticas que o prefeito recebeu pelas "operações sociais" que praticou. Importa-nos, então, pesquisar por meio deste projeto de Iniciação Científica, como a imprensa paulistana se referiu ao prefeito durante seus anos de implantação de seu plano urbanístico. Interessa-nos compilar matérias que falem tanto em chave positiva dos "trabalhos de Prestes Maia", mas, em especial, as que tragam críticas ao que foi desenvolvido por ele. Desta forma, o resultado desta pesquisa colaborará com a montagem de conteúdo que coroará os esforços investigativos que Atique e equipe tem levado a cabo em torno das demolições na área central de São Paulo visando a criação deste anel viário, e que serão sistematizados em exposição pública, da qual intentamos fazer parte, como pesquisadora.