Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição do uso de medicamentos para a ocorrência de delirium hiperativo em idosos hospitalizados em Unidade de Emergência

Processo: 19/19430-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Fabiana Rossi Varallo
Beneficiário:Julia Raso Ferreira de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacovigilância   Farmácia clínica   Assistência farmacêutica   Tratamento farmacológico   Serviço hospitalar de emergência   Delirium, demência, transtorno amnéstico e outros transtornos cognitivos   Idosos

Resumo

Delirium é um grave problema de saúde pública, cuja etiologia é multifatorial. A farmacoterapia é um fator de risco modificável. Assim, serão identificados os problemas relacionados à farmacoterapia que podem induzir delirium em idosos hospitalizados. Para tanto, será conduzido estudo transversal. Os pacientes elegívies compreenderão aqueles internados na clínica médica da unidade de emergência de um hospital de ensino em 2018, com idade e 60 anos e com tempo de hospitalização e 24 horas. A triagem dos idosos com delirium hiperativo será realizada por: 1) revisão de prontuário; 2) rastreador "prescrição hospitalar de antipsicóticos" e 3) rastreador "10° Código Internacional de Doenças (F05, R41, F11, F13, F15, F19). A análise da farmacoterapia contemplará: complexidade do tratamento, carga deliriogênica e anticolinérgica, critério de adequação da prescrição para idosos, prescrição de polifarmácia, ocorrência de problemas relacionados à farmacoterapia e análise da associação causal entre o uso do medicamento e a ocorrência do distúrbio. Serão coletadas as variáveis sociodemográficas, clínicas, terapêuticas e laboratoriais para identificar os fatores de risco independentes para ocorrência de delirium hiperativo induzido por medicamentos. Os eventos adversos decorrentes do uso off-label de antipsicóticos para tratamento de delirium serão descritos. O valor preditivo positivo das estratégias de triagem será calculado para identificar aquela que apresenta melhor performance para detecção de delirium. (AU)