Busca avançada
Ano de início
Entree

Racismo, multiculturalismo e neoconservadorismo na páginas de X-Men (1960-1980)

Processo: 19/22550-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Marcos Sorrilha Pinheiro
Beneficiário:Kaue Souza Martins
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):História cultural   História dos Estados Unidos   História pública   Multiculturalismo   Conservadorismo (política)   Xenofobia   História em quadrinhos   Pesquisa bibliográfica

Resumo

O principal objetivo da pesquisa é estudar os conflitos sociais e culturais nos Estados Unidos entre as décadas de 1960 e 1980, através das páginas de X-Men. Esta periodização pretende dar conta de temas como o racismo, o multiculturalismo e o neoconservadorismo. A Marvel Comics, em 1963, lança às suas histórias em quadrinhos um novo título nomeado de X-Men, inserindo em seu universo de super-heróis personagens mutantes, que já nascem dotados de habilidades especiais. Estes heróis surgem representando uma minoria em suas histórias, sendo vítimas de xenofobia e discursos de intolerância. Nesta pesquisa, trabalhamos com a hipótese de que nas histórias das páginas dos X-Men é possível perceber um reflexo dos conflitos ocorridos contemporaneamente à produção dos mesmos. Esse reflexo se expressa através de narrativas análogas a episódios históricos e a discussões em alta no período de sua produção: na década de 1960 com os movimentos negros pelos Civil Rights; na década de 1970 com o multiculturalismo; e na década de 1980 com a ascensão do neoconservadorismo. Assim, para se alcançar os objetivos e sustentar as hipóteses desta pesquisa, faz-se necessário o levantamento de fontes bibliográficas mais específicas acerca das temáticas abordadas da História dos Estados Unidos, bem como o levantamento das HQ's dos X-Men, uma vez que o intuito da pesquisa trabalhar com a análise destas. A partir disto, verificaremos se a bibliografia converge para a hipótese levantada pela pesquisa, de que é possível perceber conflitos históricos norte-americanos através das HQ's de X-Men. (AU)