Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa do perfil transcricional do fungo causador do carvão da cana-de-açúcar durante a interação com plantas resistentes e suscetíveis à doença

Processo: 19/12788-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Claudia Barros Monteiro Vitorello
Beneficiário:Renato Gustavo Hoffmann Bombardelli
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Genética   Fitopatógenos   Análise de sequência de RNA   Saccharum   Sporisorium scitamineum

Resumo

O carvão da cana-de-açúcar é causado pelo fungo Sporisorium scitamineum, um basidiomiceto, dimórfico e biotrófico, que depende do hospedeiro para sua reprodução e produção dos teliósporos. O Grupo Genômica do Laboratório de Genética de Microrganismos vem estudando a interação cana-carvão extensivamente nos últimos anos considerando seus vários aspectos, dentre esses os mecanismos de ataque do patógeno e da resposta de defesa da planta. O patógeno utiliza de moléculas conhecidas como efetores para modular a fisiologia da planta hospedeira a seu favor. Em estudos anteriores, predições de candidatos a efetores foram feitas, estimando-se que cerca de 70efetores estão presentes nos 305 genes que codificam proteínas secretadas (secretoma) pelo patógeno. Entre esses genes, estão ortólogos de efetores já caracterizados funcionalmente em Ustilago maydis (carvão do milho). Com relação a resposta da planta, foi demonstrado que a explosão oxidativa é mais precoce em variedades resistentes, sendo que está coincide com algumas fases de desenvolvimento do fungo (germinação, formação de apressório e colonização dos tecidos vegetais) e seria a primeira resposta de defesa da cana-de-açúcar ao entrar em contato com o patógeno, levando a ativação de mecanismos de resistência. Neste sentido, o presente projeto objetiva a melhor compreensão dos mecanismos de ataque do fungo ao analisar o perfil transcricional (RNA-Seq) do fungo S. scitamineum, em duas variedades contrastantes em relação ao nível de resistência ao carvão nos momentos iniciais da interação (48 horas após a inoculação). Ênfase será dada a comparação do perfil do secretoma e genes candidatos a efetores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: