Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação das funções reguladoras da síntese lipídica e vias de armazenamento no núcleo celular

Processo: 19/26521-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Aníbal Eugênio Vercesi
Beneficiário:Gabriel de Gabriel Taffarello Dorighello
Supervisor no Exterior: Neale Ridgway
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Dalhousie University, Canadá  
Vinculado à bolsa:17/02903-9 - Papel da expressão de CETP no estado redox de macrófagos: possível relevância para inflamação e aterosclerose, BP.PD

Resumo

As gotículas lipídicas (LDs) armazenam triglicérides (TG) e liberam ácidos graxos em resposta a sinais nutricionais e hormonais, mantendo assim, reservas energéticas e protegendo a célula da toxicidade dos ácidos graxos. O desequilíbrio entre a biogênese e a capitação celular de lipídeos com o estoque energético causa esteatose hepática e formação de células espumosas em macrófagos. A síntese de lipídeos e a formação de gotículas lipídicas ocorrem no retículo endoplasmático (RE) citoplasmático, mas o RE também está presente nas membranas nucleares internas (INM). Associados com a INM existem duas enzimas chaves para síntese de fosfatidilcolina (PC) e diacilglicerol (DAG), a CCTa e a Lipin1. A inibição da Lipin1, em células U2OS, aumentou a síntese de PC e a proliferação de membrana nuclear, mas não foram reportados efeitos diretos da CCTa. Em contraste, a expressão de Lipin1a em células de fígado de ratos estava positivamente correlacionada com o aumento da síntese de TG, PC e fosfatidiletanolamina (PE). Por isso, a relação entre a Lipin e a CCTa na síntese de lipídeos no INM deveria ser mais estudada. Adicionalmente, as LDs nucleares (nLDs) estão presentes em diversas linhagens celulares, em cortes histológicos de fígado de roedores e em leveduras, o que fortalece o conceito que a síntese de novo de fospolipídeos e TG ocorre no núcleo celular. Corroborando com esse conceito, evidencias indicam que a CEPT e/ou a CPT poderiam sintetizar PC no INM: 1- Proteínas homólogas da CPT e CEPT foram identificadas em leveduras; 2- ~10% do epítopo da CEPT foram localizados no INM de células CHO; 3- Colina-deuterada e ácidos graxos marcados foram detectados no INM usando espectrometria de massa de ion secundário. Embora essas evidências não sejam conclusivas, um subconjunto da CEPT e/ou da CPT poderiam estar localizados na membrana nuclear externa e/ou INM. Desta maneira, a capacidade da INM para sintetizar e armazenar fosfolipídios e TG, e suas potenciais relações com as funções genômicas, são pouco compreendidos e deveriam ser mais estudas. Os objetivos desse estudo são: 1- Avaliar se a Lipin1 nuclear regula a translocação e atividade da CCT± na INM e nas nLDs, através da modulação das concentrações de ácido fosfatídico e DAG; 2- Determinar se a CEPT/CPT e DGAT1/2, localizados no RE, estão também presentes na INM.