Busca avançada
Ano de início
Entree

Partidos políticos em sistemas federativos: o debate internacional, a experiência da Alemanha e o caso do Brasil

Processo: 19/22523-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 14 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Bruno Wilhelm Speck
Beneficiário:Bruno Wilhelm Speck
Anfitrião: Peter Birle
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Prussian Cultural Heritage Foundation, Alemanha  
Assunto(s):Partidos políticos   Sistemas partidários

Resumo

A pesquisa sobre os partidos políticos se dedicou durante longo tempo à análise dos sistemas partidários nacionais, tanto no Brasil como em outros países. As unidades políticas subnacionais tiveram um papel secundário na compreensão do papel dos partidos na democracia representativa. Mais recentemente a relação entre partidos políticos e sistemas federativos ganhou destaque na ciência política. Este projeto visa revisar o debate acadêmico recente sobre partidos políticos em sistemas federativos, com enfoque especial sobre o caso da Alemanha. Uma sistematização preliminar das pesquisas sobre partidos em sistemas federativos sugere separar trabalhos com enfoque na congruência entre os sistemas partidários subnacionais e o sistema nacional; pesquisas que tomam os sistemas partidários subnacionais como autônomos, analisando sua variedade e seus fatores determinantes; e linhas de investigação mais recentes, com enfoque na interação entre sistemas nacionais e subnacionais. O objetivo é sistematizar diferentes abordagens sobre o tema, a partir das pesquisas empíricas sobre a Alemanha (desde a reunificação) e avaliar a aplicabilidade para a pesquisa multinível sobre partidos políticos no Brasil contemporâneo. Os produtos esperados são uma publicação em revista qualificada relatando o caso da Alemanha e a orientação para um projeto de pesquisa sobre os sistemas partidários subnacionais no Brasil (desde 1982).