Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da exposição a canabinóides no desenvolvimento da circuitaria dopaminérgica mesocorticolímbica de adolescentes

Processo: 19/23286-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Fabio Cardoso Cruz
Beneficiário:Sheila Antonagi Engi
Supervisor no Exterior: Joseph Cheer
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Maryland, Baltimore (UMB), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/18701-3 - Estudo in vitro e in vivo dos efeitos do canabidiol nos comportamentos relacionados à dependência do etanol, BP.PD
Assunto(s):Drogas ilícitas   Transtornos relacionados ao uso de substâncias   Transtornos relacionados ao uso de cocaína   Cocaína   Maconha   Canabinoides   Fotometria

Resumo

O início do uso de drogas de abuso na adolescência é um forte fator preditivo da incidência e severidade do desenvolvimento da dependência ao longo da vida. Entre os adolescentes, a maconha é a droga de abuso ilícita mais usada, e o uso excessivo de canabinóides nessa população esta associado com o desenvolvimento de muitas condições psiquiátricas, como a dependência. A adolescência é um período crítico para o desenvolvimento, organização e maturação das conexões neurais, especialmente da circuitaria dopaminérgica mesocorticolímbica. Estudos anteriores demonstraram que a exposição a altas doses de anfetamina no início da adolescência (PND21-32) causa prejuízos no desenvolvimento da conectividade do sistema dopaminérgico mesocorticolímbico, levando a alterações nos processos cognitivos e procura de drogas de abuso na vida adulta. Esse efeito é mediado pela diminuição induzida por anfetamina dos receptores Dcc da área tegmental ventral (VTA) dos neurônios dopaminérgicos. Os receptores Dcc são responsáveis pelo desenvolvimento do sistema dopaminérgico mesocorticolímbico em adolescentes através da conectividade entre os axônios dopaminérgicos espaço-temporais da VTA para o núcleo accumbens (Nac) e o córtex pré-frontal medial (mCPF). O presente estudo tem como objetivo investigar a exposição de adolescentes ao agonista canabinóide sintético WIN-55,212-2 (WIN) na regulação da expressão do mRNA do receptor Dcc na VTA e sua resposta a comportamentos relacionados ao consumo de cocaína e na função dopaminérgica de animais adultos - usando fibra óptica e análise simultânea em tempo real de dopamina do NAc através da técnica de fotometria.