Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de emulsões com alto carregamento de fase dispersa como estratégia para modulação da digestão lipídica in vitro e da bioacessibilidade de componente bioativo

Processo: 19/26046-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Rosiane Lopes da Cunha
Beneficiário:Paula Kiyomi Okuro
Supervisor no Exterior: Harjinder Singh
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Massey University, Nova Zelândia  
Vinculado à bolsa:18/20308-3 - Sistemas estruturados coloidais com base oleosa: comportamento da estrutura frente à digestibilidade e aumento da biodisponibilidade de bioativo, BP.PD
Assunto(s):Tecnologia de alimentos   Digestibilidade

Resumo

O desenvolvimento e design de colóides utilizando-se ingredientes de grau alimentício para aplicações emergentes em alimentos tem sido considerado uma estratégia promissora para agregar valor aos produtos alimentícios. Além disso, a oportunidade de usar moléculas biocompatíveis para construir essas estruturas pode atender às demandas tecnológicas e nutricionais. Apresentamos aqui a proposta de explorar emulsões com alto carregamento de fase interna (HIPEs) estabilizadas por proteínas e incorporação de ²-caroteno, com o objetivo de entender o impacto da estrutura coloidal em um sistema de digestão in vitro (semi) dinâmico para coletar informações sobre a digestibilidade lipídica e a bioacessibilidade dos compostos ativos. Tanto a proteína como seu respectivo microgel serão investigados para formar emulsões estáveis. Esta proposta é baseada em um estudo sistemático correlacionando i) HIPEs como sistema estruturado estabilizado com diferentes abordagens baseadas em proteínas, explorando-se a estabilização convencional e a por Pickering; ii) incorporação de compostos bioativos nas emulsões e iii) avaliação da resposta - liberação de ácidos graxos livres e bioacessibilidade ao ²-caroteno -, utilizando-se um protocolo in vitro (semi) dinâmico. Além disso, o entendimento sobre as alterações na estrutura alimentar durante a passagem pelo trato gastrointestinal é um ponto chave para o desenvolvimento de sistemas inovadores que atendam à demanda por nutrição personalizada com um objetivo comum de promover a saúde e o bem-estar dos consumidores.