Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise geocronológica e de proveniência sedimentar das sequências Jaibaras e Serra Grande, através de análises U-Pb em rutilo.

Processo: 19/26257-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 28 de março de 2020
Vigência (Término): 27 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Lucas Verissimo Warren
Beneficiário:Rodrigo Irineu Cerri
Supervisor no Exterior: David Chew
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa: Trinity College Dublin, Irlanda  
Vinculado à bolsa:17/19550-1 - Gênese da tectonossequência Jaibaras (Ediacarano - Ordoviciano) e sua herança na sedimentação da sequência Serra Grande (Ordoviciano - Siluriano), borda nordeste da Bacia do Parnaiba, BP.DR
Assunto(s):Geocronologia

Resumo

Atualmente, a origem de bacias intracratônicas é tida como um tópico de grande discussão na área de geociências, sendo considerada um grande desafio. A complexidade deste tema, adicionado com a necessidade de abordagens multivariadas, coloca estes estudos na fronteira da ciência moderna. A quase que completa falta de estudos integrados nas sucessões basais das bacias intracratônicas, que focam a sedimentologia, estratigrafia, geoquímica e geocronologia, dificultam a elaboração de modelos preditivos para a origem destas unidades geotectônicas. Na literatura, são reconhecidas diversas bacias intracratônicas que aparentemente se desenvolveram a partir de sistemas rifte, porém, não há um completo consenso de como estes sistemas rifte influenciaram a sedimentação inicial destas bacias intracratônicas. Considerando estas questões, estudos recentes estão sendo desenvolvidos nas bacias do Jaibaras e do Parnaíba, nordeste do Brasil, com o intuito de identificar padrões e diferenças entre sucessões sedimentares depositadas na fase rifte e na fase sag destas bacias. Nestas unidades, diversas idades geocronológicas por zircão detrítico e dados de proveniência sedimentar baseadas em análises macroscópicas e em geoquímica de elementos traço em rutilo detrítico, estão revelando padrões interessantes entre estas unidades. Porém, nas últimas décadas, um grande número de novas técnicas de datação estão sendo usadas para análises de proveniência sedimentar, incluindo análises Lu-Hf e idades U-Pb em rutilo detrítico. Como o rutilo é um dos minerais mais estáveis durante alteração e transporte e um mineral acessório muito comum, ele está sendo amplamente utilizado em estudos de proveniência sedimentar, incluindo análise de elementos traço e geocronologia U-Pb. O principal objetivo deste projeto é realizar estudos geocronológicos U-Pb em LA-ICP-MS utilizando rutilo detrítico das bacias do Jaibaras e Parnaíba, com o intuito de refinar os dados geocronológicos pré-existente das sequências rift-to-sag da Bacia do Parnaíba. Um grande de número de trabalhos internacionais comparam as idades U-Pb de zircão com as obtidas em rutilo, demonstrando que as análises em rutilo podem revelar fontes nas quais o zircão não é capaz de revelar. Este projeto será desenvolvido na Trinity College Dublin, com a supervisão do Prof. Dr. David Chew, especialista em geocronologia e geoquímica isotópica.