Busca avançada
Ano de início
Entree

O nexo água-energia-alimento dos biocombustíveis - análise dos impactos das políticas

Processo: 19/24479-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Leandro Luiz Giatti
Beneficiário:Lira Luz Benites Lazaro
Supervisor no Exterior: Simone Abram
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Durham University (DU), Inglaterra  
Vinculado à bolsa:17/17796-3 - Conflitos e relações de poder: o nexo água-energia-alimentos na produção do etanol no Estado de São Paulo, BP.PD
Assunto(s):Ciências sociais   Bioetanol   Mudança climática

Resumo

A produção de biocombustíveis apresenta vários desafios no nexo água-energia-alimento (WEF) nas escalas local e global. O interesse mundial por transições de energia para fontes renováveis e preços globais de energia podem levar a uma demanda crescente por culturas de bioenergia, intensificando assim a competição por terras aráveis e água com culturas alimentares. Os biocombustíveis, apesar de ter benefícios potenciais para o desenvolvimento da economia nacional, com impactos positivos, incluindo redução da pobreza, maior renda das famílias agrícolas e menor emissão de gases de efeito estufa. No entanto, para o uso sustentável dos recursos, sua produção e expansão devem ser consideradas em uma estrutura de governança mais ampla, com base na dinâmica do enfoque do nexo água-energia-alimento. Essa estrutura apresenta oportunidades para novas reflexões e abordagens sobre a sustentabilidade dos sistemas socioecológicos. O período de estágio de pesquisa no exterior será importante para enriquecer a base teórica e metodológica da minha pesquisa de pós-doutorado em andamento intitulada "Conflitos e relações de poder: o nexo água-energia-alimento na produção de etanol de cana no estado de São Paulo". Essa proposta se concentra principalmente na análise de políticas de biocombustíveis e avaliações da estrutura de governança, análise de incentivos governamentais e programas para redução de emissões de gases de efeito estufa com base nos biocombustíveis e no seu papel nas transições de energia com baixo carbono.