Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de desempenho e aplicação do modelo fenológico no CAETÊ, um modelo de vegetação dinâmica baseado em características

Processo: 19/26239-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 28 de maio de 2020
Vigência (Término): 27 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:David Montenegro Lapola
Beneficiário:Gabriela Martins Sophia
Supervisor no Exterior: Anja Rammig
Instituição-sede: Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (CEPAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Technische Universität München, Weihenstephan (TUM), Alemanha  
Vinculado à bolsa:19/06487-5 - Modelagem baseada em traços dos impactos da mudança climática na funcionalidade relacionada à fenologia das plantas, BP.MS
Assunto(s):Ecologia funcional

Resumo

As mudanças na fenologia são uma resposta biológica chave das florestas às mudanças climáticas e influenciam os ciclos biogeoquímicos. No entanto, os modelos atuais de vegetação são incapazes de representar ciclos sazonais e, portanto, o comportamento fenológico da floresta amazônica, deturpando previsões de futuros cenários climáticos. Esta proposta científica tem dois objetivos: (i) validar o módulo de fenologia atualmente implementado no modelo CAETÊ e (ii) aplicar o módulo de fenologia com uma variedade de dados de entrada diferentes. Para isso, as variáveis relacionadas aos ciclos biogeoquímicos utilizados para avaliar o desempenho do CAETÊ serão produtividade primária bruta (GPP), produtividade primária líquida (NPP), biomassa, evapotranspiração e índice de área foliar (IAF). Esta validação será realizada usando o protocolo International Land Model Benchmarking (ILAMB) para comparar os resultados da simulação CAETE com os dados observados e com a saída de outros modelos dinâmicos de vegetação. Em seguida, o módulo de fenologia será aplicado com uma concentração de CO2 de 600 ppmv, juntamente com uma redução da precipitação para avaliar o comportamento do modelo e, em particular, a resposta simulada da fenologia. Com os resultados, está planejado o desenvolvimento de um módulo de fenologia que represente as condições atuais da Bacia Amazônica e, com isso, espera-se que sua aplicação seja eficaz e sensível em fenologia em comparação com outras DGVMs igualmente eficientes. Para isso, a proposta envolve uma troca de conhecimentos científicos entre o beneficiário e os cientistas brasileiros e estrangeiros que estão liderando pesquisadores em modelagem de ecossistemas, ecologia de ecossistemas e biogeoquímica por meio de uma estadia de pesquisa de quatro meses no Professorship for Interactions Surface Surface-Atmosphere (LSAI) na Universidade Técnica de Munique (TUM), Alemanha, com forte experiência no desenvolvimento e aplicação de modelos dinâmicos de vegetação.