Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferença na produção de expressões não-manuais por usuários fluentes em Libras como primeira ou segunda língua

Processo: 19/14326-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Plinio Almeida Barbosa
Beneficiário:Letícia Kaori Hanada
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fonética   Linguagem de sinais   Língua Brasileira de Sinais   Aquisição da linguagem   Desenvolvimento da linguagem   Expressão facial   Expressão corporal

Resumo

O presente estudo tem como principal intuito analisar e comparar as expressões não-manuais (ENMs), ou seja, movimentos de corpo e expressão facial (Baker-Shenk & Cokely, 1980) que possuem funções como diferenciação lexical, participação na construção sintática e contribuição para processos de intensificação (Paiva, Francisco & Barbosa, Plinio & De Martino, Jose & Will, Ackley Dias & Oliveira, Marcia Regina Nepomuceno dos Santos & R. Silva, Ivani & Xavier, André Nogueira, 2018a), entre um surdo fluente em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como primeira língua (L1) e um ouvinte fluente em LIBRAS como segunda língua (L2), especificamente um interprete. Para tanto, será construído um corpus de aproximadamente 30 enunciados que incluem sentenças assertivas afirmativas e negativas, interrogativas parciais, imperativas, incluindo entre essas sentenças com orações adverbiais (intensidade) e movimento de topicalização. Espera-se que os resultados deste trabalho contribuam, principalmente, em três frentes: a) nas pesquisas de línguas de sinais, b) na compreensão de possíveis diferenças no emprego de ENMs entre um usuário de LIBRAS como L1 e um usuário de LIBRAS como L2 e c) Na relevância da metodologia da Fonética Instrumental para os estudos de aquisição de L2, quando essa e uma língua espaço-visual, com foco em características linguísticas essenciais para uma boa produção/fluência em LIBRAS.