Busca avançada
Ano de início
Entree

Conjugação de quimioterápicos hidrofóbicos em carbon dots e aplicações em nanomedicina

Processo: 19/24911-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Valtencir Zucolotto
Beneficiário:João Gabriel Gonçalves Chiquito
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Leucemia   Neoplasias   Nanomedicina   Quimioterápicos   Toxicidade   Sistemas de liberação de medicamentos   Fluorescência

Resumo

O câncer é um dos maiores desafios da ciência mundial. O aumento de sua incidência e a dificuldade de cura provoca uma extensa busca por inovações e melhorias em remédios e tratamentos. Essa necessidade impulsionou o uso de nanotecnologia na medicina nas últimas décadas, devido ao tamanho reduzido dos nanomateriais que concede a eles propriedades diferenciadas e melhores em comparação à outras partículas maiores. Algumas dessas propriedades são a grande área superficial e a possibilidade de penetração celular, o que os fazem perfeitos candidatos a plataformas de delivery de fármacos, melhorando a solubilização e entregando quantidades significativas da molécula de interesse em células específicas. Pertencentes a uma classe de nanomateriais, os Carbon Dots (CDs) possuem propriedades fluorescentes ajustáveis, baixa toxicidade e são promissoras plataformas de ancoramento de moléculas, o que os torna viáveis para a entrega de fármacos pouco solúveis e com baixo grau de permeação, como o Etoposide e o 6-Mercaptopurina, ambos utilizados no tratamento de células tumorais. Além disso, graças à fluorescência ajustável, os CDs podem ser amplamente utilizados na bioimagem de processos de uptake celular e evolução temporal do câncer. Ainda não há estudos suficientes utilizando os CDs como plataformas de drug delivery para esses fármacos, porém alguns resultados já mostram o potencial benéfico que esse nanomaterial pode trazer. O objetivo deste estudo é analisar a conjugação dos CDs com esses dois fármacos, através da investigação de parâmetros de caracterização como tamanho, formato, carga e rendimento quântico de fluorescência, assim como testes de toxicidade celular em linhagens saudáveis e cancerosas.