Busca avançada
Ano de início
Entree

Sobre a massa de lítio ejetada em novas: uma análise atual

Processo: 19/08341-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Marcos Perez Diaz
Beneficiário:Larissa Takeda
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Supernovas   Lítio   Berílio   Fotoionização   Abundância dos elementos químicos   Galáxias

Resumo

A discussão sobre a origem estelar do lítio Galáctico voltou a ser abordada desde a detecção de 7Be, que decai em Li, na nova V339 Del. Observações recentes de diversas outras novas indicam que as erupções de novas são processos relevantes na produção de Li e poderiam explicar a abundância de Li Galáctico. No entanto, a determinação da massa de 7Be produzida em uma erupção de nova é altamente dependente dos valores de abundância de Ca e da massa total do envoltório. Portanto, para uma determinação precisa da contribuição das novas para as abundâncias de lítio e berílio na Galáxia, precisamos de métodos mais precisos para estudar envoltórios de novas. Modelos de fotoionização 3D aliados com imageamento de alta resolução e espectroscopia multi-banda são atualmente os melhores métodos para aprimorar a análise dos envoltórios de novas. (AU)