Busca avançada
Ano de início
Entree

Bandeirantismo e cristianismo, práticas em sincronia: estudo sobre a função social do aldeamento de nossa senhora d'Ajuda no processo de ocupação do planalto da capitania de São Vicente (1560-1640)

Processo: 19/07999-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:José Carlos Vilardaga
Beneficiário:Diana Magna da Costa
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Cristianismo   História de São Paulo   Controle social formal   Fatores estimuladores de colônias   Uso do solo   Povos indígenas

Resumo

Este trabalho propõe o estudo da função social do aldeamento de Nossa Senhora d'Ajuda, em Itaquaquecetuba, ao longo do processo de ocupação territorial do planalto da Capitania de SãoVicente entre 1560 e 1640. Este aldeamento, cuja fundação é comumente atribuída às peregrinações missionárias de José de Anchieta no ano de 1560, sofre transformações significativas na virada do século, até ser transferida à posse da Companhia de Jesus em meados de 1640. Pertencendo à Vila de Sant'Anna de Mogi das Cruzes após sua fundação em 1611, tem sua capela erguida nos termos da sesmaria do padre João Álvares, membro ativo doclero secular, cuja atuação nos aldeamentos da região se destaca num contexto de auge das expedições bandeirantes. Sob a administração pessoal deste padre no período de tentativa de implementação de uma política de integração econômica - iniciativa metropolitana representada pela atuação do Governador Geral D. Francisco de Sousa na Vila de São Paulo, este aldeamento torna-se um núcleo de indígenas "administrados". Neste sentido, considerando os chamados aldeamentos como uma estratégia alternativa para assimilação dos nativos e o efetivo controle social da mão de obra indígena no planalto, buscaremos compreender o papel do aldeamento de Nossa Senhora d'Ajuda para a organização social dos colonos na região. Problematizando a relação entre clero secular e clero regular neste contexto de disputas e também os impactos de suas atuações no processo de escravização indígena.