Busca avançada
Ano de início
Entree

Herdabilidade das expressões faciais em gêmeos

Processo: 19/22035-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Convênio/Acordo: Natura
Pesquisador responsável:Emma Otta
Beneficiário:Renata Aparecida de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50282-5 - Positive psychology and neuroscience: translational research to promote well-being and emotional regulation, AP.PCPE
Assunto(s):Herdabilidade   Gêmeos   Emoções   Expressão facial   Estudos experimentais

Resumo

O Painel USP de Gêmeos está ligado ao Centro de Pesquisa Aplicada de Bem-Estar e Comportamento Humano (Processo 14/50282-5) sob direção da Profa. Emma Otta. Foi criado no início de 2017, com o objetivo de estudar o comportamento de gêmeos sob a perspectiva da Psicologia. Estudos com gêmeos são raros na população brasileira e com o recente aumento da taxa de nascimento de gêmeos na cidade de São Paulo ao longo da última década (Otta et al., 2016), torna-se ainda mais importante o estudo sobre esta população. O objetivo do bolsista será fazer a análise das expressões faciais de irmãos gêmeos e comparar, em função da zigosidade, a frequência das expressões faciais de alegria, tristeza e nojo entre pares de irmãos monozigóticos (MZ) e pares de irmãos dizigóticos (DZ) em resposta a vídeos com diferentes valências afetivas. A hipótese é que os irmãos MZ apresentem maior semelhança de expressividade facial em comparação aos dizigóticos de mesmo sexo. Os irmãos gêmeos foram chamados ao Laboratório e assistiram a um filme com duração de 3 minutos, contendo trechos de um filme triste, de um filme nojento e de um filme alegre. Os irmãos também responderam ao Questionário de Zigosidade de Christiansen et al. (2003). As expressões faciais serão analisadas pela bolsista por meio do software FACEREADER. (AU)