Busca avançada
Ano de início
Entree

Triagem de assinaturas ecogenômicas de interação fago-bactéria em microbiomas naturais expostos a perturbações ambientais

Processo: 19/24097-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 24 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 23 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:João Carlos Setubal
Beneficiário:Lucas Palma Perez Braga
Supervisor no Exterior: Andrew Joseph Tanentzap
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Cambridge, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:18/19247-0 - Desvendando o papel dos vírus na evolução de rizobactérias benéficas e patogênicas, BP.PD
Assunto(s):Bacteriófagos   Mutualismo (biologia)   Microbiota   Alteração ambiental

Resumo

Bacteriófagos (fagos) são capazes de estabelecer interações de mutualismo e antagonismo com seus hospedeiros. Evidências acumuladas até o momento demonstram claramente que os fagos apresentam um papel fundamental no funcionamento de microbiomas. Entretanto, pouco se sabe sobre como as interações fago-bactéria ao nível da comunidade microbiana respondem a mudanças ambientais. Perturbações ambientais podem alterar a diversidade microbiana e suas funções. Desta forma, este trabalho pretende investigar o efeito destas perturbações no equilíbrio das interações fago-bactéria, caracterizar assinaturas ecogenômicas de fago-bactéria e determinar as consequências eco-evolucionárias destas alterações para o microbioma. Para isso, vamos aplicar métodos computacionais avançados para recuperar genomas de bactérias e fagos de dados metagenômicos obtidos de microbiomas expostos a perturbações, e realizaremos experimentos de microcosmos. Os dados genômicos serão correlacionados com parâmetros ambientais como produtividade bacteriana, emissão de gases de efeito estufa e análise de alta resolução da composição da matéria orgânica dissolvida. Com o presente estudo esperamos descobrir novos mecanismos responsáveis por governar o funcionamento da microbiota e a dinâmica de ciclos biogeoquímicos, bem como aprimorar nossa previsibilidade sobre a evolução de funções microbianas em sistemas naturais expostos a perturbações. (AU)