Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanodispersões de fase líquida-cristalina como carreador de piperina para o tratamento tópico do vitiligo: desenvolvimento e avaliação

Processo: 19/19372-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Vitória Lopes Badra Bentley
Beneficiário:Sofia Sayuri Ikari Pasian
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50928-2 - INCT 2014: Nanotecnologia Farmacêutica: uma abordagem transdisciplinar, AP.TEM
Assunto(s):Nanotecnologia   Nanotecnologia farmacêutica   Inovações tecnológicas   Doenças autoimunes   Vitiligo   Cristalinas   Piperina   Técnicas de espalhamento de raios X

Resumo

O vitiligo é uma doença hipopigmentar e sua patogênese ainda não foi totalmente elucidada. Diversos fatores intrínsecos e extrínsecos estão relacionados a sua ocorrência, e dentre esses fatores, o estresse oxidativo mostrou afetar diretamente o metabolismo da melanina e prejudicar a sobrevivência dos melanócitos, além de induzir uma resposta autoimune em células T. A piperina, um alcaloide de Piper nigrum L., tem exibido influenciar na proliferação de melanócitos, bem como, efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios pronunciados, com poucos efeitos colaterais quando comparado aos corticosteroides. No entanto, devido ao seu caráter lipofílico, o desenvolvimento de sistemas de liberação nanoestruturados é fundamental para viabilizar sua aplicação terapêutica. Neste contexto, o presente projeto visa o desenvolvimento de nanodispersões líquido-cristalinas pelas abordagens top-down e bottom-up, bem como otimização através de planejamentos experimentais estatísticos. As nanodispersões serão avaliadas quanto ao tamanho de partícula, polidispersividade, potencial zeta, eficiência de encapsulação e estabilidade. A estrutura líquido-cristalina será confirmada por análise de espalhamento de raios-X a baixo ângulo. Ensaios em células verticais de difusão de Franz serão realizados para estudar o comportamento de liberação, permeação e retenção cutânea da piperina a. partir das nanodispersões. Portanto, a estratégia experimental sugerida resultará em um estudo de desenvolvimento tecnológico de nanodispersões contendo piperina visando o tratamento tópico do vitiligo.