Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos biomecânicos e imuno-histoquímicos de ossos acometidos pela osteopenia e submetidos à implantes tibiais

Processo: 19/22506-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Vinícius Pedrazzi
Beneficiário:Flavia Maria Ferreira Paro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Histologia   Biomecânica   Doenças ósseas metabólicas   Reparo ósseo   Osso e ossos   Doxiciclina   Imuno-histoquímica   Modelos lineares

Resumo

A perda dental é muito comum, sendo decorrente de traumas ou doenças ósseas. O restabelecimento do órgão dental por meio de implantes é algo explorado há muito tempo pela literatura, porém o grande desafio deste tipo de abordagem clinica é a sua indicação em ossos acometidos pela osteoporose. Visando o tratamento e prevenção de fraturas ósseas em ossos osteoporóticos, desde a década de 70 os medicamentos de primeira escolha administrado aos pacientes são os bifosfonados. Os efeitos benéficos do alendronato já são conhecidos há décadas e a ação primordial deste medicamento é a inibição dos osteoclastos entretanto, o uso do alendronato promove diminuição dos marcadores de turnover ósseo, com isso desde 2003 foram relatados alguns casos de pacientes expostos aos bifosfonados que tiveram a presença de osteonecrose mandibular. Com isso acreditamos que o uso do medicamento doxiciclina nas doses subantimicrobianas (Dose não antimicrobiana ou Subantimicrobial dose doxycycline - SDD) pode apresentar uma alternativa de melhor prognóstico em ossos acometidos pela osteoporose com indicação de implantes. No presente projeto, objetiva-se avaliar e comparar o efeito do medicamento doxiciclina, em dose subantimicrobiana (SDD) de 30 mg/kg/dia, com o alendronato de sódio, medicamento padrão, na remodelação óssea que ocorre em ratas osteopênicas após o tratamento com implantes, bem como seu potencial de ação no trabeculado ósseo fisiológico. Quarenta e duas ratas Wistar serão divididas aleatoriamente em 6 grupos compostos cada um por 7 ratas. Os grupos serão definidos da seguinte maneira: C - Controle; CDOX - Controle exposto à doxiciclina 30 mg/kg/dia; CAL - Controle exposto ao alendronato de sódio 0,7 mg/kg/semana; OVX - Controle Ovariectomizado; OVXDOX - Ovariectomizado exposto à doxiciclina 30 mg/kg/dia; OVXAL - Ovariectomizado exposto ao alendronato de sódio 0,7 mg/kg/semana. Os procedimentos experimentais dos grupos serão iniciados com 80 dias de vida, uma vez que as fêmeas alcançam a maturidade sexual com esta idade e sabe-se que a maturidade óssea é adquirida somente com 10 meses de idade (ou 300 dias de vida).As ratas serão submetidas à indução de osteopenia/osteoporose por 90 dias.Posteriormente, será iniciado o tratamento medicamentoso por 60 dias com Doxiciclina na concentração de 30 mg/kg/dia e alendronato de sódio na concentração de 0,7 mg/kg/semana para os grupos expostos ao medicamento. Após o período de 30 dias de tratamento medicamentoso, as ratas receberão os implantes. Após 60 dias de tratamento medicamentoso, será induzida a morte anestésica normal seguida de inalação gradativa de CO2.Verificando a normalidade dos dados, serão submetidos a testes paramétricos e caso não apresentem normalidade, serão submetidos a testes não-paramétricos. O teste estatístico será executado com o programa SPSS 11 sob o modelo linear, multivariado. E os resultados serão disseminados em forma de artigo científico.