Busca avançada
Ano de início
Entree

Verdade e arte no pensamento de Martin Heidegger: um estudo do ensaio a origem da obra de arte

Processo: 19/15294-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Marco Aurélio Werle
Beneficiário:Vaner Muniz Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filosofia da arte   Artes   Obra de arte   Existencialismo   Escolas filosóficas   Martin Heidegger

Resumo

A partir dos anos 70, com o aparecimento das obras completas (Gesamtausgabe), deu-se início a uma nova etapa na interpretação da filosofia de Martin Heidegger. O pensamento de Heidegger que até então chegava ao Brasil sob o viés do existencialismo sartriano foi transformado. Desde então, cada vez mais os estudos heideggerianos recuperaram a originalidade dos problemas levantados pelo filósofo. No entanto, foram poucos os esforços de situar o deslocamento temático das questões existenciais para a obra de arte e a poesia e a sua função em relação ao problema maior de Heidegger, a questão do ser. Já em Ser e tempo encontram-se presentes as limitações da Analítica da existência para colocação da pergunta pelo sentido do ser, mas também nesta obra encontram-se os elementos, em especial o tema da verdade, que possibilitaram a passagem da existência para a obra de arte e a poesia como o lugar privilegiado de acesso ao ser. Sendo assim, esta pesquisa pretende analisar o tema da verdade em relação à arte e à poesia, fundamentalmente no ensaio A origem da obra de arte, considerando também as interpretações que o mesmo faz de importantes questões filosóficas.