Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial de feijão-borboleta (Clitorea ternatea) como corante natural e ingrediente nutricional em alimentos

Processo: 19/19879-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Marta Helena Fillet Spoto
Beneficiário:Tatiane de Andrade
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Segurança alimentar   Nutrientes   Estabilidade química   Corantes   Feijão   Colorimetria   Análise estatística de dados

Resumo

Os alimentos além de proporcionarem saúde, também geram prazer e suas cores são o primeiro aspecto sensorial que o consumidor observa na hora de escolher o que vão comer. Os corantes são substâncias ou mistura de substâncias adicionadas aos alimentos e bebidas, com a finalidade de conferir ou intensificar a coloração própria do produto e os mais utilizados são os artificiais, por causa do seu baixo custo e sua estabilidade em grande parte dos processamentos. Atualmente existem pesquisas que demonstram a relação do uso de alguns corantes artificiais com problemas de saúde e a preferência dos consumidores por produtos considerados mais saudáveis com a substituição do corante artificial pelo natural. Dessa forma, o corante natural além de oferecer cor ao produto de aplicação, também agrega alguns nutrientes. O objetivo deste estudo é analisar o potencial do extrato do feijão-borboleta como corante natural e ingrediente nutricional em alimentos e realizar avaliações comparativas com corantes sintéticos através de teste de estabilidade seguindo norma da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), análises de pH e de cor, por meio de colorímetro. Todas as análises estatísticas serão realizadas utilizando-se o programa SAS.