Busca avançada
Ano de início
Entree

Experiência estética como horizonte de reconstrução para o conceito de liberdade

Processo: 19/22882-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 02 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 26 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Vladimir Pinheiro Safatle
Beneficiário:Vladimir Pinheiro Safatle
Anfitrião: Bruno Haas
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne, França  
Assunto(s):Autonomia   Heteronomia   Emancipação   Liberdade

Resumo

O objetivo desta pesquisa é recuperar a atualidade do que podemos chamar de "matriz estética do conceito de autonomia" a partir, principalmente, da configuração contemporânea das obras e dos materiais, isto a fim de explorar uma via alternativa para as discussões sobre emancipação e reconhecimento. Trata-se de, com isto, insistir na necessidade de orientar o horizonte normativo de nossas expectativas de emancipação a partir de um conceito que recusa as aspirações de identidade e auto-pertencimento vinculadas às compreensões hegemônicas da autonomia em sua chave moral e que questiona dicotomias estritas entre autonomia e heteronomia. Isto implica explorar de forma sistemática aquilo que autores como Derrida nomearam, de forma paradigmática e em outro contexto, como "heteronomia sem servidão" a fim de traçar uma alternativa à compreensão contemporânea dos processos de emancipação a partir das latências sempre presentes no interior da experiência estética desde a configuração de suas estratégias de autonomia.