Busca avançada
Ano de início
Entree

Filmes de desintegração oral constituídos de polímeros naturais para administração de fármacos

Processo: 18/25656-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Mariana Agostini de Moraes
Beneficiário:Murilo Santos Pacheco
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Liberação controlada de fármacos   Vias de administração de medicamentos   Administração oral   Biopolímeros   Filmes poliméricos

Resumo

A administração convencional de fármacos por meio da via oral utilizando comprimidos, cápsulas e soluções líquidas apresenta diversas limitações quando não há a colaboração do paciente, especialmente quando se trata de pacientes pediátricos, geriátricos, com dificuldade de deglutição, e até de animais. Ao utilizar esses métodos convencionais, o paciente pode engasgar, expelir ou vomitar o fármaco, causando uma situação de desconforto e estresse que pode acarretar a administração da dosagem incorreta (subterapêutica) e até o abandono do tratamento. Filmes de desintegração oral (FDOs) representam uma alternativa à administração convencional de medicamentos, uma vez que são filmes poliméricos finos capazes de sofrer rápida hidratação, aderindo à mucosa, desintegrando sua matriz e liberando ativos diretamente na cavidade oral. O uso de polímeros naturais apresenta vantagens em relação aos sintéticos para aplicações biomédicas, uma vez que são biocompatíveis, biodegradáveis, e podem apresentar características hidrofílicas e bioadesivas. Além disso, os polímeros naturais podem ser combinados na forma de blendas, formando materiais com melhores propriedades em relação aos biopolímeros puros. Neste projeto, serão estudadas diferentes composições de blendas biopoliméricas (fibroína de seda com quitosana e com alginato) visando a modulação das propriedades de mucoadesão e desintegração para aplicação como FDOs para o tratamento de doenças cardíacas. Será necessário um amplo estudo de desenvolvimento e caracterização dos filmes, bem como de suas propriedades mucoadesivas e de desintegração, além de ser realizada a incorporação de propranolol, fármaco utilizado para o tratamento de cardiopatia. O desenvolvimento desse tipo de material apresenta caráter inovador, tanto do ponto de vista tecnológico, quanto do ponto de vista de aplicação, representando uma forma alternativa e vantajosa de administrar medicamentos. A matriz desenvolvida poderá ser aplicada para o desenvolvimento de FDOs para uso em pacientes com dificuldade de deglutição, idosos, crianças e animais, além da administração de outros tipos de fármacos, tais como antibióticos e anti-inflamatórios. (AU)