Busca avançada
Ano de início
Entree

A sombra da liberdade: discursos sobre o Brasil e o mundo nas artes plásticas brasileiras da década de 1950

Processo: 19/22406-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de julho de 2020
Vigência (Término): 14 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Gabriel Ferreira Zacarias
Beneficiário:Marcos Pedro Magalhães Rosa
Supervisor no Exterior: Catherine Dossin
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Purdue University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/17677-4 - A sombra da liberdade: discursos sobre o Brasil e o mundo nas artes plásticas brasileiras da década de 1950, BP.DR
Assunto(s):História da arte   Crítica de arte   Artes visuais   Modernismo no Brasil

Resumo

Este projeto está ancorado à pesquisa de doutorado, subsidiada pela FAPESP e intitulada "A Sombra da Liberdade: discurso sobre o Brasil e o mundo nas artes visuais dos anos 1950". Ambos projetos investigam os discursos e as telas que os agentes do mundo artístico brasileiro (críticos e pintores) desenvolveram, entre 1950 e 1960, a respeito das chamadas abstrações informais, abstrações líricas ou tachismos. Estas modalidades artísticas foram apresentadas no país desde a primeira Bienal, mas só passaram a se destacar a partir da quarta, quando os Estados Unidos da América apresentaram uma retrospectiva de Jackson Pollock. Se a interlocução dos agentes brasileiros com os norte-americanos é evidente, os artistas e os críticos recorreram a referências francesas para denominar esse estilo e para desenvolver sua própria maneira de pintar.Conforme estabelecido no projeto de doutorado, o estágio internacional será desenvolvido durante um ano e visa (1) possibilitar a consulta a documentações sobre a interlocução dos agentes brasileiros e estrangeiros que estão disponíveis fora do Brasil, (2) analisar as obras de artistas que serviram de referência para os críticos e os artistas locais e (3) desenvolver, junto à Catherine Dossin, que me orientará no Liberal Art College, em Purdue Univesity - EUA,de Catherine Dossin, uma reflexão sobre o papel do Brasil na circulação internacional de obras e ideias artísticas.