Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da aplicação de MQL óleo-água com anticorrosivo na retificação de alumina

Processo: 19/24933-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Processos de Fabricação
Pesquisador responsável:Eduardo Carlos Bianchi
Beneficiário:Douglas Lyra de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Óxido de alumínio   Anticorrosivos   Óleos   Alumina   Rugosidade   Microdureza   Microscopia eletrônica de varredura   Microscopia confocal

Resumo

Nos tempos atuais, a indústria metal-mecânica está buscando cada vez mais peças de alta qualidade e precisão. Nesse sentido, a retificação se destaca por sua alta capacidade de acabamento superficial nos diferentes tipos de matérias. Em vista disso, busca-se melhorar duas condições ainda discutidas nesse processo de usinagem, a sustentabilidade e a redução de riscos à saúde do operador. Esses problemas são advindos do uso de fluido de corte na usinagem, mas essa técnica é essencial para a redução do calor gerado durante a retificação, além de produzir peças de alta qualidade. Por isso, alternativas ao fluido de corte convencional estão surgindo a fim de resolver as duas condições supracitadas e manter a qualidade exigida pelos meios produtivos atuais. Uma em destaque é a Mínima Quantidade de Lubrificante (MQL), a qual possui uma tendência de apresentar resultados próximos aos do método convencional e, além disso, com quantidades extremamente menores de fluido, aumentando a sustentabilidade do processo. Por outro lado, a MQL tradicional (com óleo puro) possuí uma capacidade de refrigeração ineficiente e causa intenso empastamento do rebolo. Sendo assim, uma forma de minimizar essa limitação da MQL é diluir o óleo em água no sistema MQL, fazendo aumentar o seu poder refrigerante, e aplicar a limpeza da superfície de corte do rebolo. Com esse aumento da capacidade refrigerante, a aplicabilidade da MQL amplia-se, podendo ser utilizado por exemplo na retificação de cerâmicas, o que é tem grande relevância no meio industrial. Além disso, um método eficaz e relativamente barato de controlar a corrosão em ambientes fechados é o uso de inibidores de corrosão voláteis (VCI's). Esses compostos podem ser usados como protetores temporários e podem ser removidos da superfície com certa facilidade. A VCI Brasil, com o objetivo de desenvolver e aplicar novas tecnologia, formulou uma nova classe de inibidores de corrosão, que utilizam a água como meio de propagação e eficiência protetiva, sendo denominados genericamente como V-active VCI ®. Esta nova composição e classe química possibilitou desenvolver e formular outros diversos produtos que utilizam a água como meio, denominados genericamente como MV Aqua ®, como desengraxantes, protetivos a base água e, principalmente, fluidos de corte. Especificamente no caso de fluido de corte, esta família de inibidores quando dissolvidos em água promovem um maior efeito de lubricidade e detergência, ocasionando um menor consumo de ferramentas de corte (rebolo no caso de retificação), e consequentemente, melhor acabamento. Além disso, o fluido em questão não apresenta riscos aos seres humanos e é biodegradável. Portanto, esse trabalho visa analisar a influência da diluição óleo-água (com inibidor de corrosão) 1:0, 1:1, 1:5, 1:10 e 1:20 na MQL com e sem limpeza de rebolo na retificação cilíndrica externa da alumina com rebolo de diamante, que será comparado com o método convencional. Para isso, serão variados os parâmetros de entrada nos experimentos e os resultados dos parâmetros de saída serão: rugosidade média aritmética (Ra), desvio de circularidade, desgaste diametral do rebolo, emissão acústica, microscopia eletrônica de varredura, microscopia confocal, microdureza e potência. Com esse trabalho, busca-se ampliar conhecimentos principalmente na área de retificação, haja vista a exclusividade da temática e a potencial inovação gerada por essa pesquisa.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, FERNANDO SABINO FONTEQUE; LOPES, JOSE CLAUDIO; GARCIA, MATEUS VINICIUS; DE MORAES, DOUGLAS LYRA; DA SILVA, ANDRIGO ELISIARIO; DE ANGELO SANCHEZ, LUIZ EDUARDO; DE AGUIAR, PAULO ROBERTO; BIANCHI, EDUARDO CARLOS. New knowledge about grinding using MQL simultaneous to cooled air and MQL combined to wheel cleaning jet technique. INTERNATIONAL JOURNAL OF ADVANCED MANUFACTURING TECHNOLOGY, v. 109, n. 3-4 JUL 2020. Citações Web of Science: 0.
MORETTI, GUILHERME BRESSAN; DE MORAES, DOUGLAS LYRA; GARCIA, MATEUS VINICIUS; LOPES, JOSE CLAUDIO; RIBEIRO, FERNANDO SABINO FONTEQUE; FOSCHINI, CESAR RENATO; DE MELLO, HAMILTON JOSE; SANCHEZ, LUIZ EDUARDO DE ANGELO; AGUIAR, PAULO ROBERTO; BIANCHI, EDUARDO CARLOS. Grinding behavior of austempered ductile iron: a study about the effect of pure and diluted MQL technique applying different friability wheels. INTERNATIONAL JOURNAL OF ADVANCED MANUFACTURING TECHNOLOGY, v. 108, n. 11-12 JUN 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.