Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioplásticos comestíveis baseados em mucilagem de frutos sobremaduros

Processo: 19/22170-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Capparelli Mattoso
Beneficiário:Henrique de Morais Oliveira
Instituição Sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais de construção sustentáveis   Plásticos biodegradáveis   Polímeros naturais   Biopolímeros   Adesivos   Embalagens de alimentos   Frutas   Microscopia   Análise espectroscópica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Blenda | Embalagens | frutos sobremaduros | mucilagem | pectina | polímeros naturais | Biopolímeros

Resumo

Polímeros convencionais, obtidos de fontes não renováveis, têm se tornado um problema ambiental devido à incerteza acerca da disponibilidade das fontes fósseis e, na maioria dos casos, ao acúmulo de resíduos não biodegradáveis na natureza, motivando o desenvolvimento de materiais sustentáveis. A utilização de resíduos agroindustriais para este fim representa uma abordagem particularmente atrativa por reduzir o desperdício e o custo de produção de bioplásticos. Em uma abordagem de biorrefinaria, objetiva-se, com este trabalho, o aproveitamento de frutos sobremaduros - os quais são tradicionalmente descartados por possuírem baixo valor comercial - para extração de mucilagem e produção de bioplásticos comestíveis com aplicação potencial em embalagens alimentícias. Com o intuito de elaborar filmes comestíveis com propriedades filmogênicas, mecânicas e de barreira satisfatórias a tal finalidade, propõe-se a produção de blendas a partir da combinação de mucilagem com pectina - material comestível, renovável e de baixo custo. Os bioplásticos serão produzidos por laminação e evaporação do solvente (casting) e extensivamente caracterizados por técnicas microscópicas, espectroscópicas, termogravimétrica, mecânicas e de permeabilidade à umidade para subsidiar uma melhor compreensão das correlações entre estrutura química, composição, condições de processamento e propriedades. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)