Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinantes da participação nos ambientes da casa, da escola e da comunidade de crianças e adolescentes com Síndrome de Down

Processo: 19/13716-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Nelci Adriana Cicuto Ferreira Rocha
Beneficiário:Beatriz Helena Brugnaro
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Neuropediatria   Crianças   Adolescentes   Síndrome de Down   Participação social   Atividades cotidianas   Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde

Resumo

Segundo o modelo biopsicossocial da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF), a funcionalidade é resultante da relação dinâmica entre as condições de integridade de estruturas e funções do corpo, da capacidade em realizar atividades e do desempenho na participação, bem como por influências de fatores contextuais. Assim, para o planejamento de intervenções gerais (clínica, ambiental, social) é importante compreender como fatores contextuais e condições de saúde/doença e deficiências de sistemas podem impactar nas capacidades funcionais e restringir ou facilitar a participação social. Dessa forma, o objetivo do presente estudo é mapear os determinantes biopsicossociais que podem influenciar na participação em casa, na escola e na comunidade, de crianças e adolescentes com Síndrome de Down (SD). Participarão deste estudo crianças e adolescentes com SD, com idades entre 6 e 17 anos, e seus responsáveis. A participação será avaliada pelo instrumento Medida de Participação e do Ambiente - crianças e jovens (PEM-CY) (parte: 'participação'). A capacidade de realizar atividades pelo teste de mobilidade funcional (TUG) e uso de acelerômetro para identificar o nível de atividade física. Os fatores pessoais serão sexo, idade e características de personalidade obtidas por meio do Questionário de Capacidades e Dificuldades. Os fatores ambientais serão avaliados pelos instrumentos PEM-CY (parte: 'ambiente'), Escala de Apoio Social, About My Child-19 e protocolo de entrevista semi-estruturada sobre dados sociodemográficos. Estruturas e Funções do corpo serão avaliadas utilizando-se variáveis espaço-temporais e angulares durante o teste TUG. Os resultados descritivos serão dados de acordo com o padrão de normalidade dos escores obtidos. Serão realizados testes de correlação e regressão linear múltipla, com nível de significância adotado de 5% (±=0,05). Identificando estes aspectos, será possível elaborar estratégias de intervenções que favoreçam a participação social desses indivíduos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRUGNARO, BEATRIZ HELENA; DE CAMARGO, OLAF KRAUS; CORSI, CAROLINA; DE CAMPOS, ANA CAROLINA; FERNANDES, GESICA; PAVAO, SILVIA LETICIA; CICUTO FERREIRA ROCHA, NELCI ADRIANA. Functioning of children and adolescents with Down syndrome and the association with environmental barriers and facilitators during the COVID-19 pandemic. JOURNAL OF INTELLECTUAL DISABILITIES, SEP 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.