Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação mecanística da reatividade de carbodiimidas por espectrometria de massas

Processo: 19/22047-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Thiago Carita Correra
Beneficiário:Eric Lobato Graef
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/15962-5 - Mecanismos de reação de sistemas catalíticos assimétricos por espectrometria de massas e espectroscopia vibracional de íons na fase gasosa, AP.JP
Assunto(s):Espectrometria de massas   Espectroscopia vibracional   Amidas   Teoria do funcional da densidade

Resumo

O presente estudo pretende avaliar os mecanismos de reações mediadas por carbodiimidas, tendo como alvo principal a reação de formação de quinazolinas induzidas pela geração de carbodiimidas in situ a partir da tioureia. Para tanto, pretende-se utilizar técnicas avançadas de espectrometria de massas, tanto para acompanhar o mecanismo de reação através da identificação de seus intermediários, quanto para a caracterização inequívoca da natureza dessas espécies por meio da espectroscopia vibracional de íons IRMPD recentemente desenvolvida no Brasil por nosso grupo de pesquisa. Métodos de acompanhamento de reações em tempo real serão utilizados, especialmente o método de amostragem por pressurização (PSI) e outros métodos em fluxo que permitem a avaliação de intermediários com tempo de vida mais curto. O sal quaternário de amônio obtido através da metilação da 1-etil-3-(3-dimetilaminopropil) carbodiimida (EDC) será utilizado como etiqueta de carga para permitir o acompanhamento de espécies e intermediários neutros, elevando a sensibilidade de detecção destas espécies. A reação de formação de ligações peptídicas mediadas por carbodiimida, já caracterizada na literatura, será utilizada para verificar a adequação do uso dessa etiqueta de carga para o estudo do mecanismo de reação, dado que a carga nativa pode interferir no mecanismo sob estudo. O mesmo sistema usado para testar os arranjos experimentais de acompanhamento de reações em tempo real. Por fim, tantos os intermediários encontrados quanto os mecanismos propostos serão modelados por cálculos de estrutura eletrônica utilizando a teoria do funcional de densidade (DFT). (AU)