Busca avançada
Ano de início
Entree

Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada as mudanças climáticas

Processo: 19/24332-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Paulo Arruda
Beneficiário:Crhisllane Rafaele dos Santos Vasconcelos
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/23218-0 - Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas, AP.PCPE
Assunto(s):Biologia computacional   Biologia molecular

Resumo

A candidata a bolsa TT5 para o Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas (GCCRC) dará suporte às atividades de bioinformática desenvolvidas nos projetos de pesquisa na área de microbioma de plantas, cujo objetivo principal é desvendar o papel funcional da comunidade microbiana no aumento da tolerância à estresses em plantas. O GCCRC opera ferramentas avançadas de genômica e bioinformática para desenvolver pesquisas que resultem em ativos biotecnológicos que sejam empregados no aumento da tolerância de plantas às condições climáticas extremas. Nesse âmbito, o estudo do microbioma de plantas é central para alavancar tecnologias inovadoras que propiciem melhor performance de plantas agrícolas. Uma das linhas de pesquisa do centro compreende investigar o papel do microbioma em promover a tolerância a estresses em espécies nativas brasileiras adaptadas a condições ambientais extremas. Especificamente, o presente plano de atividade para treinamento técnico nível TT5 dará suporte as análises de dados de metatranscriptoma, metagenoma e transcriptoma vegetal de espécies nativas dos campos rupestres que apresentam mecanismos distintos de tolerância a seca: tolerantes a dessecação (chamadas também de plantas ressurgentes) e não-tolerantes a dessecação (chamadas de sempre-verdes). A candidata será responsável por desenvolver os pipelines de bioinformática que permitirão a análise dos transcritos microbianos e vegetais de forma concomitante em duas espécies ressurgentes e duas sempre-verdes. Espera-se que essa análise identifique genes, moléculas e vias metabólicas envolvidos no processo de tolerância a seca mediado pela interação planta-microrganismo.