Busca avançada
Ano de início
Entree

Fisiologia de bactérias láticas contaminantes da fermentação alcoólica na presença de inibidores lignocelulósicos

Processo: 19/13826-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Thiago Olitta Basso
Beneficiário:Thamiris Guerra Giacon
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioprocessos   Metabolismo   Bactérias láticas   Inibidores   Etanol   Combustíveis fósseis

Resumo

A queima de combustíveis fósseis é a responsável por 73% da emissão de CO2 na atmosfera, intensificando o efeito estufa e o aquecimento global. A produção de biocombustíveis a partir de resíduos lignocelulósicos (LC) poderá abastecer a matriz energética num futuro próximo. No entanto, a fermentação de hidrolisados LC englobam muitos desafios científicos e tecnológicos. Os processos de pré-tratamento geram uma variedade de moléculas (derivados furânicos, compostos fenólicos e ácidos orgânicos) que atuam como inibidores do metabolismo microbiano, e assim, reduzem a eficiência da fermentação. Neste contexto, a presente proposta de pesquisa tem como objetivo investigar o efeito de inibidores lignocelulósicos em bactérias láticas contaminantes, normalmente presentes em processos fermentativos industriais. Para tanto, uma caracterização fisiológica quantitativa e bem definida, na presença de inibidores lignocelulósicos, será realizada. Em última análise, pretendemos compreender como as diferentes linhagens de bactérias contaminantes respondem aos inibidores lignocelulósicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)