Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise crítica da teoria da vanguarda de Peter Bürger: uma discussão sobre a autonomia da arte

Processo: 19/21563-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes
Pesquisador responsável:Lia Vera Tomás
Beneficiário:Gustavo Arima
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Teatro de vanguarda   Estética (arte)   Vanguarda   Modernismo   Análise crítica do discurso   Análise de conteúdo

Resumo

Este trabalho propõe uma análise crítica de conceitos apresentados no livro Teoria da vanguarda de Peter Bürger. Analisaremos como os conceitos dele de instituição arte, meio artístico, estágio de autocrítica da arte e atrofia da experiencia colaboram para a discussão a respeito da questão da autonomia da arte. Buscaremos traçar, a partir destes conceitos, aproximações e distanciamentos do pensamento de Hal Foster e Renato Poggioli, dois outros autores que examinaram extensivamente as vanguardas. Observaremos como a questão da autonomia da arte em relação às vanguardas é tratada por Poggioli, antes de Bürger e, em oposição à ele, por Foster.