Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de compostos sintéticos de selênio e telúrio como fármacos candidatos ao tratamento da Doença de Chagas por uma abordagem metabolômica

Processo: 19/24107-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Marina Franco Maggi Tavares
Beneficiário:Ana Paula de Godoy Fernandes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas   Metabolômica   Análise estatística de dados   Trypanosoma cruzi   Selênio   Telúrio

Resumo

A Doença de Chagas é uma doença tropical negligenciada, causada por parasitas do gênero Tripanossoma, que acomete cerca de 8 milhões de pessoas ao redor do mundo. Apesar da possibilidade do tratamento da doença, o arsenal terapêutico existente ainda é limitado. Os medicamentos disponíveis apresentam alta toxicidade e diversos efeitos colaterais têm sido relatados. Ainda, a longa duração do tratamento associada ao seu alto custo dificultam bastante a adesão. Nesse contexto, a busca por novas terapias tem sido encorajada. Compostos de selênio (Se) e telúrio (Te) representam uma classe com potencial ação anti-parasitária, muito embora poucos deles tenham sido testados in vitro contra o parasita Trypanosoma cruzi (T.cruzi). A metabolômica, que é a análise comparativa dos metabólitos alterados em um sistema biológico após uma intervenção externa, tem sido amplamente utilizada em estudos terapêuticos, assim como na descoberta de novos fármacos e biomarcadores de doenças. O presente projeto pretende aplicar uma abordagem metabolômica global, utilizando GC-MS na análise de metabólitos intracelulares, para investigar a ação anti-tripanossoma in vitro de compostos orgânicos sintéticos de Se e Te. Tais compostos serão selecionados de uma biblioteca química, que contém 46 estruturas no total. Uma triagem preliminar para verificar a efetividade desses compostos foi realizada, por ensaios de citotoxicidade, indicando que 8 deles apresentam potencial ação anti-tripanossoma. Os trabalhos de triagem devem prosseguir para selecionar os 2 compostos mais promissores, um a base de Se e outro de Te, que serão contrastados com o fármaco de referência (Benznidazol, princípio ativo do medicamento Rochagan, Roche). Como resultado, espera-se compreender os mecanismos de ação dos compostos estudados a nível metabólico e, possivelmente, contribuir para o desenvolvimento de novos fármacos para o tratamento da Doença de Chagas. (AU)