Busca avançada
Ano de início
Entree

Procura por características peculiares no gás em torno de aglomerados estelares jovens

Processo: 19/25062-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica do Meio Interestelar
Pesquisador responsável:Jane Cristina Gregorio-Hetem
Beneficiário:Thaina Aragao Sabino
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/18100-4 - Populações estelares na Via Láctea: bojo, halo, disco e regiões de formação de estrelas; instrumentação para espectroscopia de alta resolução, AP.TEM
Assunto(s):Meio interestelar   Aglomerados de galáxias   Estrelas   Imageamento de satélite   Gás interestelar   Southern Astrophysical Research Telescope (SOAR)

Resumo

O objetivo do presente trabalho é estudar as condições do gás circundante em aglomerados estelares jovens da nossa Galáxia, em particular explorando as propriedades de aglomeração das regiões e os efeitos de fontes ionizantes (presença de estrelas massivas). Em trabalhos anteriores de nosso grupo foram reveladas algumas características interessantes no ambiente circundando vários aglomerados estelares jovens. O estudo da estatística fractal desses objetos mostrou uma distribuição de estrelas em sub-estruturas filamentárias (ao invés de geometrias com perfil radial de densidade). Por comparação com modelos teóricos foi possível estimar que essas sub-estruturas estão relacionadas com as condições iniciais de formação dos aglomerados, que provavelmente estavam fora do equilíbrio virial (condições superviriais). A resposta para questões levantadas nos trabalhos anteriores dependem de uma comparação entre a distribuição do gás neutro e ionizado para uma amostra de objetos apresentando diferentes características fractais. Dessa forma, foi realizado imageamento infravermelho e óptico com o telescópio SOAR na direção de alguns aglomerados. As imagens obtidas com a Spartan permitirão investigar a ocorrência de emissão H2 associada a condensações, a qual poderá ser confrontada com resultados das imagens de H2, [SII] e [NII] observadas com o módulo de óptica adaptativa do SOAR (SAM), permitindo avaliar o grau de ionização e as condições de excitação por colisões eletrônicas nessas regiões. Com o presente projeto pretende-se estudar os aglomerados NGC3572 e NGC3590 de forma a estabelecer a metodologia de trabalho, que poderá ser aplicada futuramente na análise dos demais aglomerados observados por nosso grupo com as câmeras Spartan e SAM. (AU)