Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos geoestatísticos para definição do modelo geológico de um reservatório do pré-sal

Processo: 20/01306-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Equinor (antiga Statoil)
Pesquisador responsável:Alexandre Campane Vidal
Beneficiário:Jean Carlos Rangel Gavidia
Instituição-sede: Centro de Estudos do Petróleo (CEPETRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15736-3 - Centro de Pesquisa em Engenharia em Reservatórios e Gerenciamento de Produção de Petróleo, AP.PCPE
Assunto(s):Geoestatística   Rochas sedimentares

Resumo

Este projeto propõe o uso de métodos geoestatísticos, com ênfase na Geoestatística de Múltiplos Pontos (MPG), para a geração do modelo geológico, respeitando as principais heterogeneidades. Um dos principais desafios da exploração do pré-sal está relacionado à complexidade geológica. Nesse caso, é possível definir as principais heterogeneidades: 1) ambiente geológico distinto sem análogo nos últimos tempos; 2) influência das estruturas cársticas; 3) características estruturais relacionadas à evolução da bacia; 4) heterogeneidade do meio poroso comum às rochas carbonáticas. Os pontos múltiplos são calculados através de filtros de imagem que realizam transformações ponderadas pelo inverso da distância entre os pixels e o centro da vizinhança, previamente determinado, pontuando os padrões da imagem. Como um filtro exclusivo não é capaz de prever todos os padrões da imagem, um conjunto de filtros é usado: média, gradiente e curvatura. Cada filtro cria um mapa de pontuações da imagem de treinamento com valores semelhantes para padrões análogos, para que os padrões possam ser reagrupados. Neste projeto, o método k-means é proposto. Depois que a imagem de treinamento é transformada em um mapa de centróides de clusters, representados pelos grupos k-means, é possível calcular diferentes cenários de probabilidade condicional para atribuir um valor e prever um valor específico da imagem de treinamento do centróide. Neste estudo, propomos prever permeabilidade, em escala de alta resolução, em grandes modelos de rochas com o método MPG. O objetivo deste projeto é gerar um modelo geológico que respeite as principais heterogeneidades geológicas do sistema poroso em um reservatório do pré-sal. (AU)