Busca avançada
Ano de início
Entree

Crime corporativo e corrupção sistêmica no Brasil

Processo: 20/01484-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Estado e Governo
Convênio/Acordo: DFG
Pesquisador responsável:Wagner Pralon Mancuso
Beneficiário:Anna Carolina Fernandes Spinardi
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/24464-7 - Crime corporativo e corrupção sistêmica no Brasil, AP.R
Assunto(s):Partidos políticos   Corrupção   Empresas   Crimes corporativos   Financiamento de campanha eleitoral

Resumo

Ao focalizar o crime corporativo e a corrupção sistêmica, este projeto de pesquisa trata de um tema socialmente relevante que merece mais atenção da academia. Os escândalos de corrupção têm sido expostos frequentemente em escala global, tanto nos países desenvolvidos como nas regiões em desenvolvimento. As consequências da corrupção não se limitam ao impacto negativo sobre a economia. Em vez disso, a corrupção nas relações entre os setores público e privado também pode comprometer as instituições democráticas. O presente projeto concentra-se sobre as mudanças institucionais trazidas por leis, políticas e operações de combate à corrupção no Brasil, relacionando-as aos resultados de uma série de análises comparativas realizadas em diferentes regiões do mundo por membros desta equipe de pesquisa. Analisando o maior caso de corrupção na história do Brasil - a Operação Lava Jato -, assim como outros casos passados e presentes, buscaremos mostrar como opera o sistema de corrupção político-econômica no país e quão efetivas têm sido as mudanças institucionais e organizacionais realizadas até agora para combater a corrupção e o crime corporativo. O Brasil superará este padrão de corrupção sistêmica? Usando uma estrutura de análise institucional em múltiplos níveis, mapearemos mudanças-chave no cenário institucional do poder judiciário brasileiro, relacionando-as às formas organizacionais de corrupção em empresas e partidos políticos, assim como à visão de mundo (mindset) dos perpetradores. O projeto de pesquisa propiciará uma estrutura analítica sólida e completa para compreender o mecanismo que leva à corrupção sistêmica, bem como as instituições que apoiam a luta contra ela. (AU)