Busca avançada
Ano de início
Entree

Promoção de estilo de vida saudável em pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico: efeitos sobre qualidade de vida e aspectos psicológicos

Processo: 19/14820-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Bruno Gualano
Beneficiário:Bruna Caruso Mazzolani
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reumatologia   Doenças autoimunes   Lúpus eritematoso sistêmico   Qualidade de vida   Estilo de vida saudável   Atividade física   Dieta saudável

Resumo

Pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico possuem uma menor qualidade de vida associada à saúde quando comparados com a população em geral, populações com outras doenças reumáticas ou doenças crônicas graves. A atividade da doença, dor, fadiga, tratamento, comorbidades, fatores demográficos, sociais e emocionais são preditores de uma menor qualidade de vida nesses pacientes. Em tese, intervenções de promoção de atividade física e consumo alimentar saudável poderiam atuar na melhora da qualidade de vida de pacientes com Lúpus. Esse amplo ensaio controlado e randomizado ("Living Well with Lupus") tem por objetivo avaliar os efeitos de uma nova intervenção clínica de "mundo real", com vistas à promoção de atividade física estruturada e não estruturada e alimentação saudável (com base no Guia Alimentar para a População Brasileira), sobre o risco cardiovascular, a qualidade vida, qualidade do sono e aspectos psicológicos em pacientes com Lúpus. Nessa tese, especificamente, os desfechos de interesse são aqueles associados à qualidade vida, à qualidade do sono e aos aspectos psicológicos. Métodos quanti e qualitativos serão empregados. Antes e após a intervenção, serão avaliados: 1) nível de atividade física e comportamento sedentário; 2) consumo alimentar; 3) parâmetros clínicos; 4) qualidade de vida; 5) aspectos psicológicos (ansiedade, depressão); 6) qualidade do sono. Grupos focais serão realizados ao final do seguimento para avaliar qualitativamente os impactos da intervenção. Os achados desse projeto poderão servir como base para novas prescrições baseadas em evidência com o objetivo de modificar o estilo de vida de pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)