Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção e caracterização molecular de agentes Anaplasmataceae e Bartonelaceae em javalis (SUS scrofa) de vida livre no Estado de São Paulo

Processo: 19/24726-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Marcos Rogério André
Beneficiário:Matheus de Souza Santana
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Diversidade genética   Vetores artrópodes   Sus scrofa   Anaplasma   Bartonella   Ehrlichia

Resumo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 60% dos patógenos são de caráter zoonótico, os quais são responsáveis pela ocorrência de 75% das enfermidades emergentes; destas, 22,8% são carreadas por vetores artrópodes. Dentre esses, destacam-se os agentes Anaplasmataceae e Bartonellaceae, alfa-proteobactérias Gram-negativas, intracelulares obrigatórias e facultativas, respectivamente, as quais foram detectadas em várias espécies de mamíferos, incluindo ser humano. Embora os javalis não sejam uma espécie nativa do Brasil, possuem ampla distribuição geográfica e são responsáveis por destruição de lavouras, podem atuar como reservátórios de agentes patogênicos e favorecem a extinção de uma ou mais espécies por princípio de exclusão competitiva. Poucos são os estudos acerca do papel desses animais como hospedeiros para os patógenos supracitados. Para tal, objetiva-se verificar, por meio de técnicas moleculares, a ocorrência e a diversidade genética de agentes Anaplasmataceae e Bartonellaceae em javalis de vida-livre no Brasil. No presente estudo, serão analisadas 123 amostras de sangue e 148 amostras de ectoparasitas (carrapatos e piolhos) de javalis vida livre oriundas do estados de São Paulo. As amostras de sangue e ectoparasitas serão submetidas a ensaios de PCR em tempo real e convencional para agentes Anaplasmataceae (baseados nos genes groEL, dsb, vlpt, msp-2, groESL, gltA, omp-1e sodB) e Bartonellaceae (genes nuoG, ribC, gltA, rpoB, pap-31, fstZ, ITS). O posicionamento filogenético das sequências obtidas será realizado por meio da construção de dendogramas e o seu alinhamento será utilizado para calcular a diversidade genética dos agentes sob estudo. A genealogia das sequências de nucleotídeos será realizada por meio do programa Splitstree. Desta forma, o presente estudo pretende contribuir para o entendimento do papel dos porcos selvagens como hospedeiros para patógenos de importância zoonótica. (AU)