Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da aquisição do receptor de LH pelas células da granulosa mediada por vesículas extracelulares presentes no fluido folicular

Processo: 19/21028-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Juliano Coelho da Silveira
Beneficiário:Luca Angi Souza
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22887-0 - Exossomos e microvesículas contendo miRNAs modulam mudanças epigenéticas durante o cultivo in vitro de gametas e embriões em bovinos, AP.JP
Assunto(s):Biotecnologia da reprodução   Vesículas extracelulares   Folículo ovariano   Maturação   MicroRNAs   Processos fisiológicos   Técnicas de maturação in vitro de oócitos

Resumo

O desenvolvimento da metodologia de produção in vitro de embriões (PIVE) para maximizar o ganho genético e a produção animal a um custo baixo é um desafio de pesquisa científica há vários anos (RUMPF, 2007). Recentemente, vesículas extracelulares (VEs) secretadas por células foram encontradas em diferentes fluídos corporais contendo materiais bioativos, como miRNAs e mRNAs específicos (RAPOSO; STOORVOGEL, 2013). Estas vesículas são consideradas uma nova classe de comunicação celular com possíveis implicações em diferentes processos fisiológicos. Tal comunicação se daria por efeito dessas substâncias bioativas, que, por sua vez, têm a capacidade de intermediar diversos estímulos a fatores fisiológicos. Dentre esses, pode estar a aquisição do receptor do hormônio luteinizante (LHr) nas células da granulosa no folículo dominante, a qual é essencial para efeitos homeostásicos mediados pelo LH nos estágios finais do crescimento folicular, maturação final do oócito, ovulação (NOGUEIRA et al., 2010). O objetivo do presente projeto é elucidar um dos mecanismos de ação das VEs em relação à aquisição de receptores de LH nas células da granulosa. As vesículas, neste caso, seriam estudadas como transportadoras efetivas de mRNA de LHr, desde o fluído folicular até as células da granulosa. Os resultados obtidos nesse projeto permitirão o desenvolvimento de protocolos mais similares às condições fisiológicas para a produção in vitro de embriões e a compreensão dos eventos biológicos, com grande impacto na indústria de reprodução assistida em bovinos e até mesmo em humanos.