Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlações entre desempenho cognitivo e substância cinzenta cortical em pacientes com declínio cognitivo subjetivo e comprometimento cognitivo leve de acordo com a classificação AT(N)

Processo: 20/02140-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Marcio Luiz Figueredo Balthazar
Beneficiário:Brenda Costa Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15571-7 - Mapeando a progressão do declínio cognitivo subjetivo para comprometimento cognitivo leve e demência da Doença de Alzheimer com biomarcadores multimodais, AP.JP2
Assunto(s):Neurologia   Comprometimento cognitivo leve   Disfunção cognitiva   Cognição   Indicadores clínicos   Avaliação neuropsicológica   Biomarcadores   Doença de Alzheimer

Resumo

Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) e Declínio Cognitivo Subjetivo (DCS) são considerados possíveis indicadores da pré-clínica da Doença de Alzheimer (DA). Assim, os riscos de aumento na taxa de conversão (10 a 15% ao ano) para a demência são maiores em pacientes que apresentam estes quadros. Diante disso, surge a necessidade de estudos que priorizem alterações pregressas, para auxiliar no diagnóstico precoce e assim aumentar as chances de tratamentos mais assertivos e eficazes. Este estudo pretende avaliar o perfil neuropsicológico e de neuroimagem estrutural (substância cinzenta) de pacientes com DCS e CCL, subdivididos de acordo com a classificação AT(N), a qual contempla os três biomarcadores principais da DA (peptídeo ²A, proteína tau e neurodegeneração). A categorização dos indivíduos será baseada nos seguintes perfis: fisiopatologia DA, SNAP e normais, em comparação com controles saudáveis. Para isso, os participantes classificados como DCS e CCL serão submetidos à avaliação neuropsicológica, a exames de ressonância magnética (RM), coleta de sangue e líquido cefalorraquidiano (LCR). Já os controles, de acordo com o Comitê de Ética, farão coleta do líquor apenas se assim desejarem, mediante Termo de Consentimento. (AU)