Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do espaço de vida de idosos usuários de um ambulatório de Fisioterapia

Processo: 19/10712-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Anielle Cristhine de Medeiros Takahashi
Beneficiário:Gabriel Ferreira Simão
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde do idoso   Fisioterapia   Exercício físico   Capacidade funcional   Idosos   Ambulatórios   Inquéritos e questionários   Coeficiente de correlação de Pearson   Estudos transversais

Resumo

A mobilidade é a capacidade de mover-se em um determinado ambiente, levando em consideração o auxílio de dispositivos ou transportes. No âmbito da fisioterapia a avaliação da mobilidade é importante, pois muitas intervenções têm por objetivo promover a melhora da mesma. Quando referida a população idosa ganha uma importância maior, pois envolvem não somente aspectos físicos, mas também sociais e ambientais. Dessa forma, o objetivo principal do estudo será avaliar o espaço de vida de idosos atendidos em um ambulatório de Fisioterapia. Além disso, relacionar o espaço de vida com o nível de atividade física, capacidade funcional e desempenho físico. Será realizado um estudo transversal observacional, no qual serão coletados os dados: anamnese; espaço de vida, por meio do questionário "Life-Space Assessment"; nível de atividade física, através de um sistema de acelerometria triaxial; desempenho físico, por meio dos testes funcionais, Short Physical Performance Battery (SPPB) e Timed Up and Go (TUG); e capacidade funcional, por meio do questionário Brazilian OARS Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ). Para a análise estatística será utilizado uma análise descritiva para caracterização do espaço de vida. Além disso, será utilizado o teste de Spearman ou Pearson para correlação do espaço de vida com as variáveis do nível de atividade física, desempenho físico e capacidade funcional. Será considerado p<0,05. Espera-se que os resultados deste estudo possam contribuir para auxiliar no melhor delineamento de intervenções.