Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervenção com professores de educação infantil sobre estratégias para desenvolvimento de repertórios verbais em crianças

Processo: 19/13179-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Andréia Schmidt
Beneficiário:Claudia Daiane Batista Bettio
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do comportamento   Educação infantil   Formação de professores   Repertório   Desenvolvimento da linguagem   Desempenho do professor   Comportamento verbal   Crianças

Resumo

O desenvolvimento de repertórios verbais depende de variáveis biológicas e sociais. Sobre as variáveis sociais, pesquisas têm destacado o papel de interações das crianças com os adultos de sua comunidade verbal. A escola é um espaço fundamental para que esses repertórios se desenvolvam. Por isso, o papel da formação de professores de educação infantil tem sido enfatizado por pesquisas, mas algumas intervenções não verificam seus efeitos sobre o desempenho dos professores e o comportamento verbal dos alunos. O objetivo desta pesquisa será avaliar dois formatos de intervenção com professores de educação infantil, auxiliando-os a desenvolver estratégias para o desenvolvimento de repertórios verbais, com base nos princípios do Desenho Universal para Aprendizagem, e verificar os efeitos dessa intervenção sobre os repertórios de falante e de ouvinte dos alunos. Serão desenvolvidos dois estudos, envolvendo 15 turmas de educação infantil, com crianças que tenham idades entre 2 e 5 anos. O primeiro será conduzido com cinco turmas (quatro intervenção e uma comparação), aplicando-se um delineamento de sujeito único de múltiplas sondagens entre comportamentos. Serão analisados dados referentes ao desempenho dos professores, por meio de filmagens periódicas e, também, com relação ao repertório verbal dos alunos ao longo da intervenção, por meio de testes e filmagens. O Estudo 2 será realizado com base nesse primeiro estudo, mas com um delineamento de grupo. Participarão as outras 10 turmas, sendo cinco designadas ao grupo comparação e cinco ao grupo intervenção. Também serão realizadas medidas do comportamento dos professores e do desempenho dos alunos. Os dados de ambos os estudos serão analisados aplicando teste estatístico apropriado para verificar eventuais mudanças nas variáveis dependentes ao longo do semestre e se as mudanças nos comportamentos dos professores estão correlacionadas com mudanças no desempenho de seus alunos. (AU)