Busca avançada
Ano de início
Entree

Integrando abordagens proteogenômicas e de biologia de sistemas para investigar os papéis da melanopsina e canais TRP na ritmicidade circadiana

Processo: 20/04524-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ana Maria de Lauro Castrucci
Beneficiário:José Thalles Jocelino Gomes de Lacerda
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/24615-5 - Derrubando um paradigma? Melanopsina, um fotopigmento canônico, atuando como sensor para ajuste do relógio em órgãos não expostos à luz, e sua possível interação com canais TRP: estudo transdisciplinar envolvendo aspectos fisiológicos e patológicos, AP.TEM
Assunto(s):Proteogenômica   Ritmo circadiano   Biologia computacional   Melanopsinas   Tecido adiposo marrom   Tecido adiposo branco   Estresse fisiológico   Processamento de proteína pós-traducional   Interação proteína-proteína

Resumo

Com base no objetivo do referido projeto temático, a proposta de pesquisa tem como principal abordagem a análise proteômica por LC-ESI-MS/MS, para realizar uma avaliação comparativa (qualitativa e quantitativa) de coração, tecidos adiposos marrom e branco dos modelos animais WT e KO e, assim, obter uma maior compreensão sobre os papeis dos genes Opn4, TrpV1, TrpM8, TrpA1 e AdrB1 e suas associações, na fisiologia do ritmo circadiano sob condições de estresse metabólico (Obesidade e Caquexia) e desafio de baixa temperatura. Embora a análise transcriptômica, já realizada pelo grupo de pesquisa, possa fornecer informações valiosas sobre esse cenário, alguns estudos têm relatado diferenças entre dados de transcriptoma e proteoma devido a regulações pós-transcricionais e modificações pós-transducionais (Post-Translational Modifications, PTMs). Análises proteômicas tem demonstrado que algumas PTMs podem regular fatores de transcrição e, consequentemente, modular o transcriptoma. Além disso, as PTMs (ex: fosforilação, ubiquitinação, glicosilação, biotinilação, acetilação) fazem parte do mecanismo pelo qual o relógio circadiano controla o metabolismo. A partir destas informações, os objetivos da proposta são: (1) realizar análise proteômica comparativa dos tecidos de animais WT e KO para os genes citados e também das linhagens celulares. A análise será qualitativa e quantitativa (Label-free quantification ou TMT-MS); (2) usar os dados do transcriptoma como banco de dados para análise proteômica - abordagem proteogenômica; (3) comparar os dados quantitativos da análise transcriptômica e proteômica; (4) a partir dos dados obtidos pelas "ômicas", realizar análise de enriquecimento funcional e criar redes de interação proteína-proteína para compreender as alterações das vias metabólicas e dos processos biológicos; (5) realizar uma análise comparativa de PTMs. (AU)